A qualificação de Frederico Morais para o round 4 no Vans World Cup foi essencial para manter o sonho vivo, mas o português ainda não está garantido.

Foi um heat muito disputado e Kikas perdeu o segundo lugar na última onda de Kanoa Igarashi, recuperando a vaga para a fase seguinte na sua última onda por apenas 0.26.

Anteriormente ao início deste round eram 18 os surfistas com hipóteses matemáticas de lhe passar à frente no ranking mas no fim do dia de prova esse grupo estava reduzido a 8 nomes, que agora terão requisitos ainda mais altos.

Ainda na disputa pela vaga de Morais mas com uma situação muito mais “tiro no escuro” estão os irmãos Gudauskas e Marc Lacomare. “Pat G” já precisa de vencer a prova e “rezar” para que Frederico não chegue às meias finais. Lacomare e Tanner precisam ambos de pelo menos um 5º lugar, e que o surfista de Cascais não continue a avançar.

Entretanto Frederico melhorou a sua posição, passando para um 9º lugar virtual, às custas do seu grande amigo Ryan Callinan, que falhou em avançar do round 3. A persegui-lo com algum perigo estão 5 nomes algo perigosos, Jack Freestone, Deivid Silva, Ezekiel Lau, Jesse Mendes e Jadson André. Todos eles precisam de avançar sempre mais um round que Morais para ficar à sua frente no ranking.

Isso quer dizer que Kikas ainda tem um “alvo” nas suas costas, e convém continuar a avançar para garantir o seu lugar no CT de 2017!

Acompanha a evolução desta prova e, principalmente, a performance de Frederico Morais, em directo AQUI!

Comentários

Os comentários estão fechados.