(Algumas) Novidades na WSL em 2017…

publicado há 1 mês por 0

NOVIDADES-WSL-PARA-2017

É sempre no início do ano que as novidades começam a surgir e no caso da WSL, as notícias têm saído aos poucos. Uma das grandes novidades não foi comunicada oficialmente, mas já é sabida como um facto. Trata-se da saída da Samsung como patrocinador do circuito. A multinacional Sul-Coreana e a WSL começaram a parceria em 2014 e em 2015 renovaram por mais alguns anos. O normal teria sido que algures no segundo semestre de 2016 fosse anunciada mais uma renovação mas não aconteceu. Até à pouco tempo a Samsung continuava presente no site da WSL mas, de um dia para o outro, saiu.

Apesar de ser obviamente uma grande perda para ambos os lados, o que é certo é que a World Surf League já tinha outros grandes “deals” na manga. O primeiro foi fechado com o próprio Facebook, e apesar de não terem sido comunicadas grandes novidades, a revista Stab avançou que as transmissões também serão passadas em directo no feed do próprio Facebook. Com isso seguramente os números de audiência deste circuito irão aumentar consideravelmente, o que poderá levar o circuito a outro patamar, e outros patrocinadores.

Entretanto surgiu a parceria com a VISA, essa sim, já comunicada oficialmente pela WSL. A VISA torna-se assim no parceiro oficial de pagamentos da World Surf League. Nesta primeira etapa, o Quiksilver e Roxy Pro Gold Coast, a icónica marca surge como patrocinadora e durante a prova irá estrear um novo produto, óculos que permitem fazer pagamentos como se fossem um cartão VISA (?!?!?).

Outra novidade é a saída de Ross Williams como comentador a tempo inteiro da liga. O veterano do Championship Tour irá dedicar-se a outra actividade, treinador, e arranca com o campeão mundial em título, John John Florence. John fez alguns “testes” com treinadores no ano passado, incluindo Bede Durbidge que este ano está de volta ao tour como competidor. Nos seus anos no circuito Williams, que era considerado por muitos como um dos melhores surfistas da época, nunca competiu ao máximo do potencial mas mostrou mais tarde grandes “dotes” como analista. Seguramente foi algo que John John teve em consideração quando o escolheu para o guiar ao “bicampeonato”.

Mais novidades em brevemente em www.onfire.surf

Comentários