Kelly Slater é o melhor surfista de todos os tempos e a sua postura é uma das mais politicamente correctas entre todas as celebridades do nosso meio. Apesar de ser uma espécie de zen master, ao longo dos anos também teve os seus conflitos com outros grandes surfistas e não só.

Por sua vez Christian Fletcher é quase o extremo oposto. O homem dos aéreos não se importa muito com o que diz, ou o que dizem dele e nunca pareceu muito preocupado com a sua imagem. Nos anos 80 o seu surf progressivo era tão out of the box e “incomodou” tanto que cerca de 29 dos 32 melhores surfistas do circuito mundial assinaram uma carta enviada à revista SURFER e exigir que deixassem de publicar as suas fotos.

A história destes dois vem desde os anos 80. Slater aos 11 anos já era patrocinado pela “Astroedeck” a marca decks de Herbie, pai de Christian, e os groms conviviam no Havai, Califórnia, e nas míticas viagens a Los Cabos, onde Herbie realizava o evento “Los Cabos Classic”.

A certa altura as suas personalidades parecem ter chocado pois recentemente, no Podcast da revista Stab, “The Drop”, apresentado por Nathan Webster e Shane Dorian, Fletcher revelou que a rivalidade é real e um pouco mais agressiva do que seria de esperar: “Eu queria trabalhar com ele e fiz-lhe uma prancha mas as coisas ficaram esquisitas. Disse-lhe desde o início que queria trabalhar mas, se ele usasse o meu design sem autorização e fizesse alguma coisa com ele, que ia haver fight. Depois vi, mais que uma vez, fotografias dele a surfar com pranchas que pareciam muito semelhantes e recebi mensagens a dizer que ele achava que eu não queria enfrentar os seus conhecimentos de jiu jitsu ou testar o seu cárdio. Eu acabei por tirar-lhe a prancha, porque posso, e ele não ia surfar com ela de qualquer maneira. Fiz-lhe um copy/paste da sua mensagem com pergunta “lembraste de me ter mandado isto? Podemos combinar qualquer coisa no ginásio da RVCA”. “

“Ele agora é o “senhor jiu jitsu” e o único treino que faço é fumar cigarros, a última coisa que quero fazer é andar a rolar com um tipo todo suado mas podemos tornar a coisa mais interessante, fazemos uma aposta. Eu tenho 10.000 dólares guardados, se não for suficiente até posso arranjar mais. Eu acho que pessoas pagavam para ver isso! Não há razão para não se cobrar uma entrada e fazer um pay per view. Ele respondeu com uma mensagem a dizer que resolvíamos a coisa a próxima vez que nos víssemos, como miúdos ou como cavalheiros. Eu respondi a dizer, “desculpa, estou confuso, isso é um sim ou um não?” Eu achei que lutar (num ginásio) era resolver as coisas como cavalheiros. Não se luta na rua, ou num bar. Ali seria um ambiente controlado, achei que ele ia nisso. Despachava a coisa e depois fingia que bebia uma cerveja.”

“Assim, se lutássemos, ambos faríamos algum dinheiro e ele até podia dar o dele a uma instituição de caridade, ou fazer o que quiser com ele!/…/ O meu pai foi o seu primeiro patrocinador e nós já tivemos os nossos altos e baixos. Ele gosta de fazer joguinhos comigo, mas quando eu começo a fazer jogos com ele, já não quer. Não sei se vocês estavam lá quando ele me fez um snaking em Pipeline, armado em esperto, e eu o agarrei pela parte de trás do fato e meti-o debaixo de água por um bocado. A Pamela (Anderson, namorada de KS nos anos 90 e estrela da série Baywatch) estava na praia mas não apareceu a correr em câmera lenta como no Baywatch para o salvar (risos). Entretanto o meu pai já tinha recebido 50 chamadas antes de eu sair da água, muita gente estava muito chateada. Foi muito engraçado. Tu és amigo dele, Shane, dá-lhe a dica!”

Em defesa de Kelly Slater, que nunca comentou oficialmente sobre esta disputa, quase que podíamos apostar que estaria a ser sarcástico nas suas mensagens. No entanto, se a coisa acontecesse, em que apostavas? Kelly Slater é faixa azul em Jiu Jitsu mas Christian poderá ter algum truque na manga…

(Kelly Slater nos anos 80)

 

(Christian Fletcher nos anos 80 e 90)

Comentários

Os comentários estão fechados.