5 surfistas com menos de 20 anos que provavelmente irão entrar no Championship Tour

publicado há 11 meses por 0

5-surfistas-com-menos-de-20-anos

Para uns é um grande desafio, para outros é garantido. Fica com a lista de 5 surfistas que a ONFIRE acha que eventualmente terão uma vaga garantida no CT.

Ethan Ewing

O nome menos conhecido desta lista, Ethan Ewing é uma bombinha que vai explodir mais rápido do que muitos esperam. Este australiano já está na 22º posição do ranking e deverá entrar no top16 quando terminar o Balito Pro. Este ano foi um “furacão” na perna Australiana do tour, vencendo uma etapa do QS e ficando em 2º noutra. Além disso venceu um número impressionante de etapas do Pro Junior, 5, sendo já o campeão australiano por antecipação. Também conseguiu resultados fortes em Keremas, no Japão e (agora) na África do Sul e a sua média de pontuações em baterias é de 13.98, o suficiente para vencer muitos heats. O mais surpreendente é que este surfista só tem 17 anos e apesar de não ser muito conhecido fora do seu país tem tudo para dentro de pouco tempo se tornar numa das grandes estrelas do tour.

Jack Robinson

Nem sempre as estrelas mais celebradas em idades muito jovens se transformam em surfistas do classe mundial. Mas Jack Robinson poderá perfeitamente ser a excepção, pelo que mostrou no fim do ano passado na perna havaiana. A sua entrada pode não ser nos próximos 2 ou 3 anos mas tem talento de sobra para se qualificar “com uma perna atrás das costas” e é o surfista deste grupo com potencial de fazer mais estragos na primeira divisão!

Jacob Willcox

Willcox mostrou em Portugal, mais especificamente no CT de Peniche, em que participou por dois anos consecutivos, o que vale. Entretanto saiu do “radar” devido a uma lesão, mas voltou às vitórias este ano e já começou a escalar o ranking, ocupando neste momento a 46º posição do ranking. É provavel que no máximo de 2/3 anos consiga a qualificação.

Hiroto Ohhara

O dark horse deste grupo. No ano passado Hiroto surpreendeu tudo e todos e venceu uma etapa QS 10.000 nos EUA. Infelizmente para si não conseguiu capitalizar a partir daí e não se tornou no primeiro surfista japonês no CT já este ano. Em 2016 ainda não conseguiu repetir a “magia” do ano passado mas a sua tecnica é fora de série e mais tarde ou mais cedo conseguirá certamente ganhar consistência e conseguir a qualificação.

Teresa Bonvalot

A melhor surfista portuguesa de sempre é também muito possivelmente a melhor surfista do mundo da sua idade e a sua ascensão tem sido bastante acentuada. Em Portugal, apesar de ter adversárias de peso, já não tem nada para provar e mesmo no QS já começa a tirar bons resultados. Recentemente falhou duas etapas importantes no circuito de qualificação o que iria dificultar o seu percurso caso o objectivo seja estar no CT em 2017. No entanto esta surfista tem tudo do seu lado, tempo, talento, patrocínios e apoio familiar e se mantiver o seu foco será um nome garantido no championship tour muito em breve.

Mais conteúdos “À Porta do OlimpoAQUI!

Comentários