Ainda estava por definir o nome de um wildcard e esse é Zé Ferreira, que reforça assim a comitiva portuguesa neste Prime!

Depois da confirmação de Vasco Ribeiro como wildcard, que se junta assim a Tiago Pires, Frederico Morais, Marlon Lipke e Nicolau Von Rupp, havia ainda dois wilcards para atribuir, estes do lado da organização. E foi hoje divulgado o nome de um dos wildcards, o surfista do Guincho e um dos guerreiros do WQS da nova geração nacional, Ferreira!

O SATA Azores Pro presented by Sumol 2014 começará já no dia 2 de Setembro, na praia de Santa Bárbara, Ribeira Grande, ilha de S. Miguel, e, além desta armada portuguesa, estarão presentes muitos sufistas do WCT, uma vez que sendo um Prime dará preciosos pontos para os surfistas da elite do surf mundial que estão em perigo de sair e procuram por isso garantir a requalificação para o WCT de 2015 via WQS.

O top 100 do WQS, que procura um lugar no tour de sonho, o WCT, estará também presente e é nesse que se enquadram todos os portugueses menos Tiago Pires, que como todos sabemos pertence ao WCT e a sua entrada neste Prime “justifica-se” no “estatuto” anterior.

José “Zé” Ferreira é um dos surfistas que tem feito um dos ataques mais cerrados ao WQS pelo mundo fora mas que como não está no top 100 do WQS não tinha acesso a este Prime. Assim em nada é de admirar que a organização lhe tenha dada um dos dois wildcards em falta.

É com muita satisfação que recebo este wildcard pelo segundo ano consecutivo, que agradeço muito, sobretudo a Rodrigo Herédia, o director de prova,” afirma o surfista do Guincho. “Tenho dedicado a minha vida a treinar para estar em forma em todos os eventos, mas infelizmente os resultados ainda não surgiram como desejaria. No entanto penso que o surf é um desporto de persistência e em qualquer momento podemos dar o salto. Espero que esse ‘click’ se dê nesta prova, pois estão muitos pontos em jogo, o que me poderá dar a hipótese de entrar no Top 100 e garantir o resto da época nos eventos Prime. Por outro lado, voltar aos Açores é sempre um prazer! Adoro as ilhas, as ondas, a atitude tranquila e quanto às pessoas… bem, posso dizer que tenho como que uma segunda família em S. Miguel! Por isso prometo dar o meu melhor e honrar este convite,” conclui.

Fica assim um wildcard por atribuir  e que será dada a um português, mais concretamente a um açoriano, pois, como já tinhamos dito, haverá um campeonato de trials no dia 1 de Setembro exclusivo para os açorianos e cujo vencedor receberá o último wildcard.

 

Comentários

Os comentários estão fechados.