Zé Ferreira é a primeira baixa portuguesa em Manly

publicado há 3 anos por 0

HURLEY-AUSTRALIAN-OPEN-OF-SURFING-2014-DIA-4

Se no dia anterior as condições já pareciam estar no limite do que se considera suficiente para competir, este quarto dia de prova veio baixar ainda mais “padrão”. Nem a completa ausência de vento disfarçava o tamanho das ondas mas os competidores fizeram o melhor que podiam, na falta de ondas maiores.

Zé Ferreira mais uma vez entrou logo no primeiro heat e apesar de ter mostrado bom surf a sorte não estava do seu lado. Quem atraiu toda a sorte foi o top10 do WCT, Julian Wilson, que, sentado numa zona onde não quebravam ondas há cerca de 40 minutos, apanhou um “bomba” que lhe deu uma clara vantagem sobre os seus adversários.

Depois de soltar o tail duas vezes, nesta que seria a maior onda do heat, recebeu a nota de 8.5, deixando os outros competidores a correr atrás. Zé poderia ter “capitalizado” no início do heat, mas não conseguiu aproveitar bem a onda que veio. Entretanto Jake Sylvester conseguiu apanhar algumas ondas com parede, subindo para uma sólida segunda posição. Ferreira ainda apanhou uma esquerda “decente” e com algumas batidas conseguiu uma nota de 5.67, ficando assim perto do segundo lugar. Infelizmente para ele praticamente não vieram mais ondas, deixando-o sem capacidade de responder. Assim o surfista do Guincho segue já para Newcastle, onde se irá realizar outra etapa do WQS.

Um dos melhores heats deste curto quarto dia de prova foi o oitavo, que tinha quatro goffies a disputar duas vagas no round seguinte. Brian Toth era o menos cotado mas o mais experiente do grupo e foi a grande surpresa ao usar o seu estilo de surf “peso-pluma” para pontuar forte e vencer o heat. Ryan Callinan, Matt Wilkinson e Evan Geiselman disputaram o segundo lugar onda a onda, e foi o floridiano (Geiselman) que se garantiu na fase seguinte.

Outros destaques neste dia foram Stu Kennedy, Oney Anwar, Heitor Alves e, claro, o brasileiro voador Filipe Toledo que não terá grandes adversários nesta prova se o mar continuar assim. Por realizar ficaram os heats de todos os outros portugueses e outras baterias que parecem ser autênticas “finais”.

Heats com portugueses
Round de 96
Heat 21
Mitch Crews
Frederico Morais
Takumi Nakamura
Hiroto Arai

Heat 22
Tiago Pires

Caio Ibelli
Hiroto Ohhara
Ian Gentil

Heat 23
Wade Carmichael
Jay Thompson
Marlon Lipke

Connor O’Leary

Heat 24
Kai Otton
Mitch Parkinson
Vasco Ribeiro
Santiago Muniz

Prova feminina
Round de 60
Heat 4
Carina Duarte

Bruna Schmitz
Nikki Viesins
Asako Mizuno

Acompanha tudo em directo AQUI!

Comentários