Chegou ao fim a última etapa da Liga MEO Surf de 2018, o Bom Petisco Cascais Pro. Se na prova masculina muito estava em disputa, na feminina, com uma campeã nacional decidida por antecipação, pouco mais havia em jogo que o troféu do primeiro lugar.

A prova feminina teve quatro fases antes de chegar à final man-on-man e, como não podia deixar de ser, os destaques da prova foram Yolanda Hopkins, Camilla Kemp, Carol Henrique e Teresa Bonvalot. Teresa, a actual 15º do ranking QS, era a grande favorita mas mais uma vez foi surpreendida por Carol, que virou o resultado a seu favor na última onda. Na bateria anterior Yolanda superou a campeã nacional e força dominante nesta etapa, Camilla, a caminho de mais uma final. No derradeiro heat da prova feminina Carol Henrique esteve quase sempre à frente mas nas últimas ondas Yolanda Hopkins passou para a frente, levando assim pela primeira vez o troféu de vencedora para o Algarve.

A final masculina foi um confronto entre dois surfistas que se conheciam bem, Miguel Blanco e Guilherme Fonseca, ambos talentos a mesma geração que treinaram durante muitos anos com os mesmos treinadores. Fonseca esteve em modo giant killer durante toda a prova mas na final enfrentou um recém sagrado campeão nacional, que surfou nesta bateria como em qualquer outro heat nesta etapa, de forma dominante. Com notas de 6.25 e 7.50 pontos Miguel garantiu a vitória, deixando Fonseca como vice-campeão.

Entretanto o MOCHE Groms Cup foi vencido novamente por Afonso Antunes, que deixou Afonso Candeiras em 2º, Joaquim Chaves em 3º, Gabriel Ribeiro em 4º, Guilherme Ribeiro em 5º e Santiago Graça em 6º.

Comentários