Enquanto que os melhores surfistas do mundo se encontram concentrados numa pequena área, entre Peniche e arredores, alguns dos melhores do nosso país vão se espalhando pelo mundo para competir em várias provas do circuito QS.

É o caso de Yolanda Hopkins, que arrancou para a Austrália onde terá várias provas QS para competir. A algarvia residente no Alentejo começou com o Mandurah Pro, que se realiza em Perth, abrindo a sua prestação com uma vitória. Com notas de 6.75 e 7.75 pontos Hopkins dominou a bateria, deixando a segunda classificada, a australiana Sasha Baker, em segundo a precisar de 9 pontos para primeiro e eliminou outra local, Denver Young. As suas próximas todas aussies, Vittoria Farmer, Eliza Greene e Mia McCarthy no round de 16. Podes acompanhar a evolução desta prova AQUI!

Entre esta prova e a de 6.000 pontos, o Port Stephens Toyota Pro, onde terá companhia de Teresa Bonvalot, Carol Henrique, Camilla Kemp e Leonor Fragoso, Yolanda terá mais duas oportunidades de mostrar o seu surf no “Down Under”, no Cape Naturaliste Pro e no Phillip Island Pro, provas de 1.000 e 1.500 pontos respectivamente enquanto que Camilla Kemp será a nossa única representante no Maui and Sons Pichilemu Pro, prova de 1.500 pontos realizada no Chile.

Entretanto Luís Perloiro arrancou para Puerto Escondido, México, para competir no Oaxaca Pro pres. by Corona, QS 1.500, mas foi surpreendido e eliminado na sua bateria de estreia, no round 3, por Jose Broce e John Mel.

 

Comentários

2 comentários a “Yolanda Hopkins arranca bem no Mandurah Pro na Austrália”

  1. Mariana Canelas diz:

    O Pichilemu Pro vai ser no Peru 😃? Pensei que fosse no Chile