Wilkinson arredado da disputa pelo título | MEO Rip Curl Pro Portugal | Dia 3

publicado há 5 meses por 0

wilkinson-fora-da-disputa-pelo-titulo

O dia 3 do MEO Rip Curl Pro Portugal mais uma vez arrancou sem grandes hesitações da parte da organização nos Supertubos. As ondas rondavam um metro, com sets maiores e desde cedo muitos dos melhores surfistas do mundo estavam na água a preparar mais um grande dia de prova.

Um deles era Miguel Blanco, que entrou de madrugada e parecia estar com o surf em dia e pronto para defrontar o número 1 do mundo, John John Florence. Seria na primeira bateria do dia que os dois se encontravam e o havaiano mostrou-se um pouco conservador e com pouca confiança para fazer o tipo de manobras que nos habituou. A sua primeira onda que acabaria por ser um keeper foi uma direita com três manobras, nenhuma muita arrojada mas, mesmo assim, seria uma das melhores notas do heat. Para juntar aos 5.17 que pontuou aí John deu um bom tubo de backside, numa troca de ondas em que conseguiu escolher melhor que Blanco. Na sua melhor onda o português apanhou uma esquerda muito rápida onde encaixou duas manobras, o que lhe deu uma nota perto dos 5 pontos. No fim Miguel apenas precisava de uma nota de 5.77 para dar a volta ao resultado mas Florence geriu bem a prioridade e não lhe deu oportunidades.

No heat seguinte o número 2 do mundo, Gabriel Medina, tinha um adversário muito perigoso em Ryan Callinan. Mais uma vez o brasileiro apanhou um número absurdo de ondas, mas poucas tinham potencial. Com uma média de 9.84 Medina venceu o heat, enquanto que Ryan, que caiu na segunda manobra da onda em fez o seu melhor score, perdeu por apenas 0.41.

John John e Medina escaparam ao round 2 por muito pouco, mas Matt Wilkinson não teve a mesma sorte. Mesmo tendo feito a melhor nota entre os top3 do ranking, Wilko não teve qualquer hipótese contra Jeremy Flores, que fez a melhor média do campeonato até agora. O francês começou com um longo tubo para a direita para receber 9 pontos, logo de seguida fez 7 pontos numa esquerda com três manobras de backside e ainda melhorou a sua pontuação quando fez mais um tubo, agora de backside, recebendo 8 pontos. Wilkinson tentou alguns voos mas só pontuou forte quando também fez um tubo. No fim ficou a precisar de uma onda de 9.01 e acabou eliminado e fora da disputa pelo título.

De seguida Julian Wilson derrotou Alex Ribeiro num heat de notas baixas e Filipe Toledo combinou Adam Melling em condições já bastante inconsistentes. No fim do heat 5 a prova ficou on hold, e depois de alguns calls à tarde, acabou por não avançar. O próximo dia de prova possivelmente irá acontecer em outro local, fica a saber todas as novidades a partir das 8 horas AQUI!

Comentários