Chegou ao fim um autêntico festival de surf em águas portuguesas, o Caparica Primavera Surf Fest. Prevendo a entrada do temporal a organização apostou, e bem, em avançar com a prova o mais rápido que conseguiu em dois bancos. Mais sul, o pico oferecia uma esquerda com algum potencial e a norte no palanque dos “heats par” com uma longa direita, cheia de secções, e uma esquerda curta com algum potencial.

No último dia de prova a “armada lusa” já se encontrava reduzida a apenas 3 elementos, todos eles nas categorias femininas. Para trás ficaram boas prestações de Afonso Antunes e Jácome Correia na prova QS, dois surfistas muito novos que não avançaram para as meias finais por muito pouco, terminando em 9º lugar. À final chegaram dois espanhóis, um basco e um francês e o resultado final não podia ter sido mais surpreendente. O grande favorito à vitória era Gony Zubizarreta, o vencedor da prova em 2017. Mas Imanol Yeregi tinha outros planos. Este basco pouco conhecido abriu com uma onda de 8.33 e de seguida fez um back up de 6.67, o que chegaria para vencer a prova. Gony ficou em segundo, a precisar de uma nota de de 7.67, Ugo Robin foi 3º e Yael Pena 4º.

A categoria QS feminina foi onde a representação lusa mostrou mais potencial de marcar presença na final mas tanto Carol Henrique e Camilla Kemp acabaram eliminadas nas meias finais, terminando em 5º lugar. A final foi dominada pela ex-top do Championship Tour, Justine Dupont, seguida por perto da israelita Anat Lelior, que ficou em segundo lugar, Nadia Erostarbe (3º) e Ellie Turner (4º).

A prova Pro Junior masculina teve Afonso Antunes (13º) e o local Guilherme Ribeiro (9º) como melhor representantes. A final foi uma disputa 100% francesa, que terminou com a vitória de Marco Mignot. Tiago Carrique começou bem a bateria, com uma nota de 7 pontos, mas não conseguiu melhor que o segundo lugar, Thomas Debierre foi terceiro e Erwan Blouin em quarto lugar.

Camila Costa acabou por ser a melhor representante lusa, ao chegar à final na prova Pro Junior feminina. Camila venceu o seu heat dos meias finais e chegou à final como uma das favoritas. A final não lhe correu tão bem como se previa e terminou em 4º lugar, enquanto que a finalista da prova QS, Anat Lelior, venceu, seguida de Melania Suarez Diaz (2º) e Nadia Erostarbe (3º).

Antoine Delpero, de França, bateu um dos grandes ícones do longboard Europeu, Ben Skinner, na final do Caparica Longboard Pro, prova a contar para o tour da WSL de Longboard, enquanto que Honolua Blomfield, do Havai, venceu a categoria feminina, deixando a francesa Justine Dupont em segundo, a brasileira Chloe Calmon em terceiro e a francesa Alice Lemoigne em quarto lugar.

Comentários