O dia 2 do Ichinomiya Chiba Open tinha os dois portugueses ainda em prova na água. As ondas continuavam com ondas de meio metro bastante clean, com boas secções para ambos os lados. Os competidores encontraram algumas dificuldades na escolha de pico e na “navegação” com grandes quantidades de algas presas aos seus leashes mas, de um modo geral, viu-se bom surf durante todo o dia.

O primeiro português na água foi Tomás Fernandes, no heat 18 do round 2 contra Barron Mamiya, Ryan Callinan e Daiki Tanaka. Foi uma disputa equilibrada até meio do heat, quando Tomás esteve em segundo lugar graças a uma direita com algumas paulada. Mas a partir daí Ryan “disparou” e fez a melhor média da prova até agora, e também  Barron e Daiki começaram a fazer ondas muito fortes. No fim o surfista da Ericeira foi eliminado a precisar de uma nota de 9.53 pontos.

Poucas horas mais tarde foi a vez de Vasco Ribeiro se estrear numa bateria contra mais três nomes fortes, Cooper Chapman, Oney Anwar e Jake Marshall. Foi o português quem abriu melhor, com uma nota de 5.67 pontos que lhe deu a liderança. Aos poucos, enquanto aguardava por uma onda com bom potencial para fazer o seu back up Cooper e Oney passaram-lhe à frente, mas foi temporário. Quando Ribeiro apanhou uma direita com um pouco de parede encaixou três poderosos snaps e recebeu uma nota excelente, 8.1, o que o deixou na liderança. Entretanto Jake Marshall, que surfava isolado dos seus adversários num pico mais abaixo na praia, fez duas ondas fortes e passou para a frente, deixando Vasco em segundo lugar mas qualificado para a fase seguinte.

Outros destaques nesta foram Jadson André, Jack Freestone e Shun Murakami, que venceram os seus heats com notas acima da média. Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI!

Comentários