Vasco Ribeiro e Frederico Morais continuam em destaque no round 3 do Hawaiian Pro

publicado há 4 meses por 0

vasco-ribeiro-e-frederico-morais-em-destaque-no-round-3-do-hawaiian-pro

Com ondas mais pequenas que no dia anterior o Hawaiian Pro, uma etapa QS 10.000 realizada em Haleiwa, voltou à água.

Em prova estavam dois portugueses mas um dos grandes momentos da prova foi no heat anterior ao de um dos surfistas lusos, que defrontava, Griffin Colapinto, Tanner Gudauskas, Jordy Smith e Stu Kennedy. Na sua primeira Triple Crown of Surfing, Griffin foi cedo considerado como um forte candidato ao prémio de rookie do ano. O jovem norte-americano começou forte, com uma onda de 8.27 mas encontrou dificuldade em fazer um back up sólido. Nos segundos finais Colapinto precisava de 5 pontos e apanhou um close out mas arrriscou tudo e acertou um aéreo impressionante, que foi comparado à manobra de Dane Reynolds em 2012 e que lhe garantiu a nota de 9.93 e a vitória.

No heat seguinte, Vasco Ribeiro, que tinha como adversários Matt Banting, Kai Otton e Mitch Coleborn esperou quase 5 minutos pela sua primeira onda, mas fê-la contar. Numa onda de set o português começou com uma rasgada no lip, um bom carve e uma finalização forte para receber 8.17 e ficar numa boa posição para dominar o heat. Na onda seguinte Coleborn respondeu com alguns snaps de backside, para receber 7.07 enquanto que Otton e Banting fizeram várias notas de 5 pontos. Ribeiro caiu para 4º lugar mas quando fez a sua segunda onda apenas precisava de 2 pontos e fez 7.5, passando directamente para o primeiro lugar e deixando os seus adversários a correr atrás. Vasco acabou por venceu mais um heat com grande distinção, garantindo um vaga no round 4.

Frederico Morais entrou 2 baterias mais tarde e tinha Wiggolly Dantas, Bede Durbidge e Evan Geiselman no seu heat. “Kikas” abriu com um par de carves numa onda de set e uma junção forte, que lhe garantiram a nota de 9.17! A 10 minutos do fim Frederico conseguiu o seu back up, uma nota de 5.67, colocando-se numa sólida primeira posição. Bede Durbidge também surfou com muito power e ocupou uma posição qualificativa quase até ao fim, mas acabou por ser superado por Geiselman e foi eliminado.

Acompanha o resto da prova em directo AQUI!

Heats com surfistas portugueses:
Round 4
Heat 5 | Griffin Colapinto x Brett Simpson x Vasco Ribeiro x Evan Geiselman
Heat 6 | Jordy Smith x Kai Otton x Joan Duru x Frederico Morais

 

Comentários