O dia 2 do Allianz Sintra Pro foi mais uma maratona de heats, e no fim do dia as principais categorias estavam despachadas.

O dia começou logo com um resultado surpreendente, a derrota do “title contender” Filipe Jervis, para um surfista que chega do circuito QS com um certo ritmo, Pedro Coelho e o local legend, Nicolau Von Rupp. Outros vencedores desta segunda fase foram Tomás Fernandes e Martim Magalhães.

Já no round de 16 João Kopke tratou de mostrar que o resultado da Figueira da Foz não foi um fluke e juntamente com Francisco Almeida derrotou dois dos maiores destaques do ano, Marlon Lipke e Eduardo Fernandes. Também Pedro Henrique mostrou grande forma, vencendo com uma média alta uma bateria onde o campeão da Allianz Triple Crown e líder do circuito, Gony Zubizarreta, estava ausente. Pedro Coelho continuou em destaque, passando atrás de Tomás Fernandes no heat, 3, enquanto que Vasco Ribeiro venceu a última bateria da fase, deixando Von Rupp em segundo e eliminando Miguel Blanco. A derrota deste último surfista, Blanco, poderá custar-lhe o título nacional no fim do ano, já que, por ter faltado à etapa anterior, terá de ficar com essa pontuação a valer na sua média final.

Nos quartos de final man-on-man todos os surfistas com lycra vermelha, João Kopke, Pedro Henrique, Tomás Fernandes e Vasco Ribeiro, venceram as suas baterias, eliminando Luís Perloiro, Francisco Almeida, Nicolau Von Rupp e Pedro Coelho.

Com uma nota de 6.80 João Kopke ficou muito perto de repetir o resultado da etapa passada mas Pedro Henrique fez um heat muito forte e acabou por garantir a primeira vaga na final. A outra foi assegurada por Vasco Ribeiro, que com ondas muito bem surfadas logo no início do heat bateu Tomás Fernandes.

Entretanto na prova feminina as duas maiores candidatas à vitória, Carol Henrique e Camilla Kemp, encontraram-se na final e foi Carol quem venceu pela primeira vez este ano enquanto que Camilla assumiu a liderança do circuito.

A final masculina foi muito equilibrada e a poucos minutos do fim era Pedro Henrique quem liderava a tudo apontava para uma dobradinha dos manos Henrique mas Vasco Ribeiro conseguiu virar o resultado com a última onda, vencendo pela primeira desde a mesma etapa em 2017.

O dia não terminou sem a final do MOCHE Groms Cup, edição da Ericeira, sendo vencida novamente por Afonso Antunes. Para o dia final desta prova, ficou a Renault Expression Session e o MOCHE Groms Cup referente a esta etapa, além da entrega de prémios.

Acompanha tudo em directo AQUI!

Comentários