Depois de um bom arranque logo no primeiro dia de prova do Vans World Cup of Surfing, última etapa do circuito QS da WSL, esta prova teve dois longos dias parada. Enquanto que os competidores de Sunset aguardavam os seus próximos heats muita acção acontecia em Maui, mais especificamente no Jaws Challenge, etapa do Big Wave Tour da WSL, e no Beachwaver Maui Pro, etapa do Championship Tour feminino, que coroou Stephanie Gimore como 7x campeã mundial.

Neste dia em jogo estava a qualificação para o Championship Tour para a grande maioria dos competidores presentes na segunda fase do evento. Alguns precisavam de pequenos milagres para concretizar os seus objectivos enquanto que outros, como Vasco Ribeiro, tinham objectivos bastante acessíveis, de acordo com a inspiração e sintonia com as ondas. Um surfista que deitou muito a perder foi o francês Jorgann Couzinet, que foi eliminado no primeiro heat do dia e hipotecou as suas hipóteses de entrar no Championship Tour pois, apesar de estar na 11º posição do ranking, fica em sério risco de ser superado.

Para o português o mínimo necessário para entrar no “cut” era um 7º lugar nesta prova, possivelmente um pouco mais, dependendo de como outros competidores se dessem neste evento. Vasco Ribeiro estreou-se no round 2 contra Jake Marshall, Billy Kemper e Benji Brand. Ribeiro começou devagar mas a 10 minutos do fim fez a melhor onda do heat, um 7.5 que o colocou temporariamente na segunda posição. No entanto pouco depois Vasco caiu para 3º lugar a precisar de uma nota de 2.17, algo que não é garantido conseguir fazer num line up como Sunset.

A menos de um minuto do fim o ex-campeão mundial apanhou uma onda e depois de fazer um bom snap não conseguiu completar um reentry numa secção pesada, o que deixou a nota nas mãos dos juízes. Felizmente, mesmo com a queda, Vasco recebeu a nota de 2.7 e passou para segundo lugar, ficando a aguardar pela nota de Marshall para saber se passava para o round 3. A nota saiu abaixo do que o norte-americano precisava e Ribeiro passou em segundo lugar, atrás de Billy Kemper.

Entretanto Frederico Morais, que se encontrava no heat 11 do round 3, retirou-se do evento devido a uma lesão, mas tudo indica que estará apto para competir em Pipeline.

Acompanha tudo em directo AQUI!

 

Comentários