Arrancou hoje mais uma etapa do circuito QS, o Volkswagen SA Open of Surfing. Esta prova oferece 3.000 pontos no circuito de qualificação o que fez com que 7 surfistas lusos se deslocassem a Durban, na África do Sul, para competir nesta etapa.

Apenas 3 portugueses competiram no round 1 mas foi uma fase em que a “Armada Lusa” teve 100% de sucesso. O primeiro na água foi Luís Perloiro, que tinha como adversários os brasileiros Weslley Dantas e Lucas Vicente e ainda o luso-germânico Dylan Groen. Com notas de 5.83 e 6.67 Luís garantiu um sólido segundo lugar, atrás de Dantas, eliminando Vicente e Groen.

Na bateria seguinte encontrava-se outro português, “Neco” Pyrrait, que tinha como adversários o japonês Keijiro Nishi e os locais Ford Van Jaarsveldt e Tide-Lee Ireland. Pyrrait abriu com a sua melhor onda, um 5.5, que acabou por ser “meio caminho” andado para passar para fase seguinte. A melhor onda do eventual vencedor do heat Nishi era de igual pontuação e mesmo sem ter feito um back up alto “Neco” avançou com destaque.

Tiago Pires estava no último heat da fase e apesar de ter vencido, este muito perto de uma eliminação prematura. As suas duas primeiras ondas deixaram-no com uma média sólida mas a precisar de melhorar a o seu back up para seguir em frente. Felizmente no minuto final apanhou uma onda e juntou uma nota de 7.1 ao 7 que já tinha, vencendo o heat com Kai Warner em segundo lugar.

Supostamente Jácome Correia iria competir nesta primeira fase mas uma mudança no seeding colocou-o no round 2. O surfista dos Açores tinha como adversários os brasileiros Gabriel André, Pedro Dib e Jose Gundesen. Correia fez uma boa segunda onda e fechou com a melhor nota da bateria, um 7.93, o que lhe garantiu uma vaga para o round três atrás de Gabriel.

A prova avançou até ao heat 9 do round 2 e infelizmente nas baterias 7 e 8 a “Armada Lusa” teve a duas primeira derrotas, Perloiro e Pyrrait, ambos eliminados em 4º lugar.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários

Deixar uma resposta