Três eliminações lusas no Hurley Australian Open | Dia 3

publicado há 2 anos por 0

HURLEY-AUSTRALIAN-OPEN-OF-SURFING-2015-DIA-3

Manly Beach, na Austrália, apesar de ter os seus dias de boas ondas, está longe de ser um beach break de nível mundial. E neste terceiro dia do Hurley Australian Open of Surfing claramente não estava a mostrar as suas melhores ondas, que não passavam do meio metro com fraca formação.

O campeonato começou com a prova feminina e as melhores surfistas do mundo encontraram algumas dificuldades nas difíceis condições. Que o diga a “Kiwi” Sarah Mason, que já esteve à porta no WWCT e este ano abriu a sua temporada competitiva com uma derrota e uma média baixíssima.

No último heat do primeiro round estavam as duas competidoras portuguesas, Carina Duarte e Carol Henrique. As duas disputaram o primeiro lugar durante grande parte do heat, graças a uma nota sólida para cada uma, 7.5 de Duarte e 6.50 de Henrique. Mas Holly Wawn, da Austrália, também tinha uma nota boa e acabou a bateria com uma onda excelente que lhe deu a nota de 8.5. Com isso Carina caiu para segundo e Carol para terceiro, sendo assim eliminada.

Infelizmente logo na bateria seguinte, no round 2, Carina encontrava pela frente 3 das surfistas mais em forma do circuito de qualificação e seria eliminada, a precisar de uma nota excelente.

No fim dessa fase a prova passou para a categoria masculina e um dos melhores “surfistas residentes” do nosso país, Pedro Henrique, estava na primeira bateria. Não era um heat fácil mas “Pedrinho” é muito forte nestas condições e esteve literalmente o heat todo em posição de qualificação. A sua melhor nota era 7 pontos e o seu back up era apenas 3.07 mas foi suficiente para passar em segundo atrás de Krystian Kymerson e à frente de Nick Butler e Kalani David.

Tomás Fernandes entrou no heat 5 e foi bastante selectivo nas ondas que apanhou. Demorou um pouco para apanhar a primeira mas fê-la contar, recebendo 5.83, uma nota boa para as ondas que entraram neste heat. Entretanto ficou a precisar de apenas 2.07 mas o requisito aumentou antes de apanhar sua próxima onda. Isso porque Tom Whitaker e Kaito Oashi fizeram notas muito fortes e empurraram Joshua Moniz, que até aí liderava, para quarto lugar e Tomás para terceiro. Pouco mudou até ao fim do heat e Fernandes acabou eliminado a precisar de uma nota de 5.28.

Em prova ainda estão Zé Ferreira e Frederico Morais que não competiram neste dia. Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI a partir das 20:30 (horas de Portugal)!

Heats com surfistas portugueses:
Masculino QS6000
Round 1

Heat 22 | Zé Ferreira x Evan Geiselman x Kevin Sullivan x Alan Donato
Round 2
Heat 18 |
Jack Freestone x Frederico Morais + 2

Comentários