Tomás e Zé eliminados no Ichinomiya Chiba Open | Dia 2

publicado há 8 meses por 0

ICHINOMIYA-CHIBA-OPEN-DIA-2-2016

O segundo dia do Ichinomiya Chiba Open fez a estreia dos surfistas portugueses na água, em ondas que mal chegavam ao meio metro.

Além de pequeno estava inconsistente, mas isso não impediu algumas prestações sólidas logo nos primeiros heats. Como foi o caso de Zé Ferreira, no heat 14 do round 2. O surfista do Guincho tinha dois locais e um ex-top do CT como adversários, mas não se deixou intimidar. Zé abriu a sua prestação com uma nota sólida, um 6.67 e seguiu-a com um 4.67. Isso garantiu a liderança apesar de ter Nathaniel Curran sempre muito perto. Até que, a poucos minutos do fim, apanhou uma boa esquerda e fez a melhor nota do heat, um 7.67, o que lhe garantiu alguma distância sobre os seus adversários. Entretanto Taichi Wakita fez uma boa esquerda e roubou a posição de Curran, mas Ferreira chegou ao fim com uma vitória no heat.

Dois heats depois seria a vez de Tomás Fernandes fazer o seu primeiro heat em águas nipónicas. Foi uma bateria de poucas ondas e Fernandes esperou muito tempo pela sua primeira, que acabou por ser um descarte. Perto do fim do heat começou a ganhar embalo e na sua última onda fez 6.3, além de contar com um back up de 4.27. Mas não seria suficiente e o surfista da Ericeira era assim eliminado por menos de um ponto de diferença para o segundo classificado, Nelson Cloarec, e pouco mais para o primeiro, Robson Santos.

O próximo surfista português a entrar foi Marlon Lipke, que competiu cerca de duas horas mais tarde. Lipke parece estar em grande forma pois, apesar de ser o surfista mais pesado do heat soube usar bem a sua dimensão para fazer manobras fortes. O’Neill Massin, do Tahiti, passou em primeiro, mas Marlon ficou num sólido segundo lugar, deixando outro ex-top do CT, Brett Simpson, em 3º, e Kan Watanabe em 4º.

E como não há duas (qualificações), sem 3, Nicolau Von Rupp também mostrou bom surf e venceu o seu heat. Nic esteve lesionado muito tempo mas está a melhorar de dia para dia. Que o digam os seus adversários, Jorgann Couzinet, Joshua Moniz e Taylor Clark que ficaram todos a precisar de notas altas para o alcançar.

A prova seguiu e ainda chegou ao heat 14 do round 3, onde estava Zé Ferreira de novo. Zé começou bem com duas notas na casa dos 5 pontos, mantendo-se perto de Aritz Aranburu, Takumi Nakamura, enquanto que Hiroto Ohhara cometeu uma interferência e ficou “fora de jogo”. Mas ao português ficou a faltar “crescer” ao longo do heat e no fim precisava de substituir uma das notas por um 6.66, algo que não conseguiu fazer e foi eliminado em 3º lugar.

Por competir ficaram Frederico Morias, Vasco Ribeiro e Pedro Henrique, que já estavam sediados no round 3. Acompanha tudo no próximo dia de prova em directo AQUI!

Heats com portugueses:
Round de 96
Heat 18 | Pedro Henrique
x Frederico Morais x Michael February x Teale Vanner
Heat 23 | Vasco Ribeiro x Billy Stairmand x O’Neill Massin x Jorgann Couzinet
Heat 24 | Keanu Asing x Reo Inaba x Marlon Lipke x Nicolau Von Rupp 

(Os highlights do primeiro dia de prova)

Comentários