Falta apenas uma semana para o início do Bom Petisco Cascais Pro, a quinta e última etapa da Liga MEO Surf 2018, que decorre de 4 a 6 de Outubro, e vai decidir quem será o campeão nacional masculino. São sete os surfistas que chegam a Cascais ainda na luta pelo principal troféu do surf nacional. O campeão nacional será ainda premiado com um wildcard para o MEO Rip Curl Pro Portugal, etapa do circuito mundial (World Championship Tour), que se disputa de 16 a 27 de outubro, em Peniche.

Com o título feminino já decidido por antecipação e atribuído a Camilla Kemp, as atenções centram-se na competição masculina. Na frente da corrida está Vasco Ribeiro, campeão nacional em 2017 e com um total de 4 títulos máximos do surf português. Na perseguição estão Pedro Henrique, campeão nacional em 2016, e João Kopke, Miguel Blanco, Tomás Fernandes, Filipe Jervis e Marlon Lipke, este último ex-surfista integrante da divisão de elite do Surf mundial. Se Vasco Ribeiro revalidar o título passará a ser o recordista isolado de títulos máximos do Surf em Portugal, deixando para trás Ruben Gonzalez que também já venceu por 4 vezes.

Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais
“Os grandes palcos são para as grandes decisões. As ondas de Cascais voltam a ser cruciais na atribuição do título. Entre os sete candidatos à vitória final, cinco são cascalenses. E a campeã antecipada também é cascalense. Isto mostra bem a força desta modalidade no nosso concelho e prova que a nossa aposta estratégica no Surf foi acertada e bem-sucedida. Graças a etapas como esta temos sido capazes de projetar o surf nacional para um nível superlativo. Boa sorte a todos os atletas.”

Catarina Ferraz, Responsável de Marketing da Bom Petisco
“Para a Bom Petisco, dar nome a uma prova de caráter tão decisivo como esta, pelo segundo ano consecutivo, é uma afirmação do apoio da marca ao surf nacional. Esta é uma modalidade em que temos vindo a reforçar a nossa aposta a vários níveis, não apenas devido à relação óbvia com o mar – que partilhamos – como também pelos valores de estilo de vida ativo e equilibrado que lhe estão associados. Por ser um produto 100% natural e com um elevado aporte de proteínas, Bom Petisco está intrinsecamente ligado ao desporto e o surf personifica o nosso posicionamento enquanto marca de forma óbvia”.

Ruben Gonzalez, tetracampeão nacional e embaixador do surf de Cascais
“Para Cascais é sempre importante receber uma etapa da Liga MEO Surf, para mais sendo a última e tendo um carácter tão decisivo. Penso que faz todo o sentido que tudo se decida aqui, até porque foi aqui que tudo começou para o surf nacional. Cascais tem essa simbologia. Quanto ao facto de o Vasco [Ribeiro] ter oportunidade de me ultrapassar na lista de campeões nacionais, penso que é perfeitamente natural. Representa bem da evolução do surf em Portugal. O Vasco é um surfista com um talento enorme, que tem nível internacional e a ambição de chegar ao WCT. Acredito até que ele não se fique por aqui no que ao número de títulos diz respeito. Boa sorte a todos!”

Histórico de campeões nacionais masculinos (desde 2004):
2017 – Vasco Ribeiro
2016 – Pedro Henrique
2015 – Frederico Morais
2014 – Vasco Ribeiro
2013 – Frederico Morais
2012 – Vasco Ribeiro
2011 – Vasco Ribeiro
2010 – Justin Mujica
2009 – João Guedes
2008 – Ruben Gonzalez
2007 – José Gregório
2006 – Ruben Gonzalez
2005 – Ruben Gonzalez
2004 – Ruben Gonzalez

Cenários e contas para o título:
– Vasco Ribeiro, Pedro Henrique, João Kopke e Miguel Blanco estão dependentes apenas de si próprios e um triunfo em Cascais garante o título a qualquer um deles;

– Tomás Fernandes e Filipe Jervis precisam de vencer e esperar que Vasco Ribeiro e Miguel Blanco não cheguem à final;

– Marlon Lipke precisa de vencer, esperar que Vasco Ribeiro não passe os quartos-de-final, que Miguel Blanco não vá à meia-final e que João Kopke e Pedro Henrique não vão à final;

Em jogo vai estar também o triunfo na Liga MEO Surf, com o espanhol Gony Zubizarreta a surgir isolado na liderança do ranking. Apenas Vasco Ribeiro tem hipóteses matemáticas de alcançar Gony, surfista galego que reside na Ericeira e que apenas precisa de ser 9.º classificado em Cascais.

Comentários