Fechamos hoje o ciclo de mini-entrevistas aos 16 surfistas que irão competir no MOCHE Capítulo Perfeito presented by Rip Curl com as palavras do wildcard que é o melhor surfista português de sempre, Tiago Pires.

A vitória do único surfista português no WCT na primeira edição do Capítulo Perfeito não foi surpresa para ninguém, afinal, se há um mar onde o surf de Tiago Pires ainda se destaca mais do que em qualquer outro é em ondas poderosas e tubulares.

Para a edição deste ano, o Tigre Português recebeu, como seria de esperar, um convite para entrar directamente neste grande evento, e que este ano contará com um formato muito parecido com aquele a que Pires está mais do que habituado pois terá também um round onde ninguém perde. Isto irá garantir ao público mais uma oportunidade de ver alguns dos melhores surfistas nacionais a dar tubos incríveis. Para os competidores, dar-lhes-á mais uma oportunidade de não cometerem os mesmo erros.

Tiago Pires tem, como sabes, na sua invejável e irrepreensível técnica nos tubos assim como o power surf de rail as suas grandes armas. É no surf aéreo que o melhor português de sempre tem o seu calcanhar de Aquiles mas o surf atravessa, finalmente, a fase em que a febre do surf aéreo já acalmou e o mundo já percebeu que o power carve é tão difícil de executar como uma grande maioria de vários aéreos. A verdade é que um surfista completo tem de o ser no power e no surf high performance tal como é verdade que muitos dos melhores do mundo acabam por ser muito bons numa vertente e não tão bons noutra, excepções óbvias para surfistas como Slater, John John Florence, Jordy Smith, Dane Reynolds, entre outros.

Se o MOCHE Capítulo Perfeito não procurasse o melhor tuberider, a verdade é que Frederico Morais ou Vasco Ribeiro seriam os dois principais nomes que poderiam causar uma surpresa desagradável ao Tigre Português (mas que nunca seria uma tarefa fácil). Sendo um evento de tubos, e apesar de todos os eleitos serem fortes nos tubos, a vitória de Tiago Pires parece uma forte probabilidade. Por outro lado, quem dita as regras no final do dia, é sempre o mar e as ondas, ou seja, há sempre algum factor sorte em jogo. E esse poderá sempre e inesperadamente estragar os planos de Tiago Pires (ou de qualquer outro surfista).

Aqui fica a sua mini-entrevista sobre o MOCHE Capítulo Perfeito presented by Rip Curl.

O que significa para ti ser convidado para o Moche Capítulo Perfeito? Significa que sei fazer tubos.

O que pensas deste tipo de formato? Excelente. É sempre muito bom termos este tipo de campeonato em que se são asseguradas acima de tudo, boas condições.

Quem foi, para ti, a maior surpresa na lista final dos surfistas eleitos deste ano? O Manuel Cotta da Praia Grande, e o Tomás Valente.

Pensas que há algum nome que deveria ser obrigatório estar presente e não está? Sim, o Ruben Gonzalez.

Da lista de eleitos quem pensas que serão os teus maiores adversários? O Nicolau, O Kikas, O Vasco e o Ivo, apesar de achar que ainda há outros como o Marlon e o Macedo que podem surpreender!

O período de espera do MOCHE Capítulo Perfeito vai até dia 13 de Março e o aviso será dado com 48 horas de antecedência. Apesar de fortes ondulações estarem a invadir a costa portuguesa nos últimos dias, a maioria delas têm sido demasiado grandes para Supertubos funcionar com as condições épicas que se procuram (e a direcção do vento também não tem ajudado).

O staff da ONFIRE também está atento, de uma forma não oficial ao evento claro, às previsões, e mal vejamos alguma janela de possibilidade procuraremos confirmar com a organização para te avisarmos de imediato que o evento vai arrancar, isto para teres 48h para mudares a tua vida para, no dia ‘X’, estares nas areias de Supertubos a ver tubos incríveis!

 

Comentários

Os comentários estão fechados.