Tiago Pires eliminado nos últimos minutos no Rip Curl Pro Bells

publicado há 3 anos por 0

Tiago-Pires-Out-Rip-Curl-Pro-Bells

Foi perto do fim que John John Florence virou o heat e eliminou o português da terceira etapa do WCT.

Como esperado, Bells Beach apresentou-se de sonho para mais um dia de competição! Um metro sólido com sets maiores varriam a bancada de Bells mostrando a perfeição imaculada deste point break de direitas logo pela manhã!

O dia começou com uma gigantesca surpresa pois Glenn Hall, que entrou nesta etapa devido à lesão de Alejo Muniz e que este ano não está no WCT pois esteve 2013 lesionado e não lhe foi atribuído o injury wildcard – que como sabes foram atribuídos a Owen Wright e Tiago Pires -, eliminou o vencedor da etapa passada, Michel Bourez, com um backside muito afiado e power!

Seguiu-se Adriano de Souza, o defensor do título desta etapa, que eliminou um abatido Brett Simpson e, logo a seguir, Kai Otton eliminava Raoni Monteiro. E começou, finalmente, o heat porque todos esperávamos: Tiago Pires vs John John Florence!

Depois de uma primeira troca de ondas fraca para ambos os competidores, veio a primeira troca de ondas séria. O português foi o primeiro e abriu a onda com dois carves magistrais e com muita água no ar, sendo que no segundo ainda meteu o tail para a frente dando-lhe um toque de high performance! Depois a onda entrou na zona “gorda”, a qual Pires encaixou uns cutbacks e umas rasgadas e terminou no inside com um bom reentry!

jjflorence

Na onda de trás, mais pequena, o havaiano começou com um grande layback, encaixou um bom carve e um roundahouse para no inside terminar com um layback. Apesar de parecidas, a onda de Pires era um pouco melhor e as notas do júri reflectiram isso mesmo, 7.33 para o português e 7.27 para o havaiano.

Passado uns minutos JJ Florence meteu um cinco como segunda melhor onda, e deixou Pires a necessitar de uma nota perto dos seis pontos para alcançar a liderança! Depois de apanhar um onda sem potencial e curta, ao remar para fora e debaixo da prioridae do havaiano, Tiago Pires apanhou uma onda intermédia e encaixou uma primeira rasgada, uma boa paulada com muita água no ar, seguida de um carve e mais uma paulada, levando depois a onda até ao inside onde deu uma boa paulada na junção, recebendo um 5.83 e a liderança do heat!

O português apanhou boleia do jet ski e quando estava a chegar ao line up entrou uma onda, a poucos minutos do fim, e para a qual remou mas na qual JJ Florence arrancou pois tinha prioridade. O havaiano abriu com um grande layback e um carve imaculado, encaixou logo um outro grande carve, dois cutbacks, um pequeno floater e terminou a onda com um reentry onde mudou de direcção para a esquerda e ainda deu uma paulada de backside. Era sem dúvida a melhor onda do heat mas faltava cerca de um minuto para Pires mostrar novamente o seu power surf e tentar recuperar a liderança do heat e um lugar no round 3.

John John Florence saiu da água pois já não tinha tempo para chegar ao outside e já com contagem decrescente Pires remou para uma onda que poderia mudar tudo. Mas o tempo escasseou e Pires ficou a necessitar de uns segundos extra para apanhar a onda, acabando, infelizmente, eliminado.

Tiago Pires surfou muito bem e caso tivesse tido mais uma oportunidade certamente faria a nota que precisava. Do lado positivo, Pires parece totalmente recuperado da lesão e irá agora reagrupar e seguir para o Brasil onde se irá realizar a próxima etapa.

Obrigado a todos pela força! Saio de Bells com um sabor amargo mas ao mesmo tempo feliz por ter conseguido surfar depois deste grande contra-tempo. Agora preciso de voltar e focar-me na minha recuperação para me apresentar a 100% no Brasil.“, escrevia uma horas depois o único português na elite do surf mundial!

O dia (ou a noite para os portugueses) seguia com muita acção enquanto Pupo, Toledo, Wilkinson, Crews, Patacchia e Adam Melling venciam os seus heats!

Realizaram-se ainda dois rouns do feminino sendo encontradas as oito finalistas: Courtney Conlogue, Malia Manuel, Moore, Nikki Van Dijk, Lakey Peterson, Bianca Buitendag, Dimity Stoyle e Laura Enever!

O Rip Curl Pro Bells deverá voltar estar noite e o round 3 terá, como sempre, grandes heats, principalmente se tivermos em conta que a maioria dos grandes nomes ainda estão em prova! Os heats que poderás ver ao vivo são os seguintes:

Heat 1: Taj Burrow (AUS) vs. Mitch Crews (AUS)
Heat 2: Adriano de Souza (BRA) vs. Filipe Toledo (BRA)
Heat 3: Josh Kerr (AUS) vs. Adam Melling (AUS)
Heat 4: Gabriel Medina (BRA) vs. Bede Durbidge (AUS)
Heat 5: Kai Otton (AUS) vs. John John Florence (HAW)
Heat 6: Kelly Slater (USA) vs. Glenn Hall (IRL)
Heat 7: Joel Parkinson (AUS) vs. Aritz Aranburu (ESP)
Heat 8: C.J. Hobgood (USA) vs. Owen Wright (AUS)
Heat 9: Jordy Smith (ZAF) vs. Sebastian Zeitz (HAW)
Heat 10: Nat Young (USA) vs. Fredrick Patacchia (HAW)
Heat 11: Julian Wilson (AUS) vs. Miguel Pupo (BRA)
Heat 12: Mick Fanning (AUS) vs. Matt Wilkinson (AUS)

 

Comentários