Tiago Pires eliminado no Billabong Rio Pro

publicado há 3 anos por 0

BILLABONG-RIO-PRO-DIA-4

No passado a etapa brasileira do World Championship Tour era uma prova de “pouca consequência”. Por ser a penúltima etapa antes do Havai o título mundial, por norma, passava ao lado deste evento por ser resolvido ainda na perna europeia ou por ficar para a etapa de Pipeline.

Mas nos últimos anos esta prova passou para o início do circuito e acaba sempre por dar uma “baralhada saudável” ao ranking. O ano de 2014 não está a ser excepção pois chegando ao round 4 já o primeiro e terceiro do ranking estavam fora da prova.

Mick Fanning, vencedor da última etapa do circuito e top3 do tour, caía logo no round 2 para o wildcard David do Carmo. Em ondas de um metro com “estranha formação” Mick simplesmente mostrou-se pouco familiarizado com o pico enquanto que David do Carmo estava completamente em casa na “valinha” da Barra da Tijuca.

Já no dia seguinte, o quinto da prova, Medina foi pelo mesmo caminho apesar de ter sido num heat cheio de acção e grandes notas. Gabriel abriu o heat com um bom tubo para a esquerda que lhe deu a nota de 8.5. Depois dessa onda nenhum dos competidores conseguiu encontrar uma onda boa até aos últimos minutos e foi Medina que voltou a atacar com mais um tubo seguido de algumas manobras e um aéreo reverse não completo. Minutos mais tarde essa manobra iria fazer-lhe falta… Isto porque o seu adversário o perigoso Travis Logie apanhou logo de seguida também um tubo “decente”, que lhe valeu 6 pontos, e ficou a precisar de uma nota de 9 para passar. Quase em cima do toque o sul africano tinha a prioridade e apanhou a onda do dia, uma boa esquerda em que deu um grande tubo e a nota com margem de 0,5 de sobra! Assim caiu mais um front runner.

Umas horas mais tarde entrava o português Tiago Pires na água. Saca mostrou-se mais selectivo do que activo na grande maioria do heat enquanto que o seu adversário, Joel Parkinson, ia apanhando o que podia e saiu de alguns tubos. Na única onda com potencial que Tiago apanhou surfou-a na perfeição mas esta só lhe permitiu um tubo rápido mas seco e uma nota de 5.93. No fim Saca apenas precisava de uma nota de 7.36 mas ela nunca apareceu e perdeu.

No fim deste já Joel Parkinson, que se encontra no round 5, tinha roubado a liderança de Gabriel Medina e outros também o podem fazer, dependendo do resultado final.

Tudo indica que o Billabong Rio Pro avança, e possivelmente termina, hoje! Acompanha tudo em directo AQUI!

Comentários