A longa espera para meter a prova masculina novamente na água justificou-se logo no primeiro heat. Os surfistas do WCT tinham ondas até 2,5 metros com longas e perfeitas paredes pela frente, pelo menos nos primeiros heats. O vencedor dos trials, o local Jack Perry, chegou a meter medo na família Medina, que assistia ao seu fenómeno no line up com (aparentemente) poucas hipóteses de responder. O surf progressivo de Gabriel, aliado a uma lesão que claramente não está 100% curada, não parecia ser resposta para o local cujo surf é baseado em longos carvings em ondas que conhece bem.

Mas “Gabe” não baixou os braços e substitui os carves por arriscadas pauladas no lip para se manter no heat. A 90 segundos do fim Medina apanhou a única onda com algum potencial dos últimos 8 minutos e mesmo sem carves surfou-a na perfeição com algumas pauladas e snaps no lip e finalizou com uma boa manobra na junção para vencer um heat que chegou a parecer perdido.

Quando Tiago Pires entrou na água, uma hora e pouco mais tarde, um leve on-shore tinha entrado e as ondas de Bells Beach pareciam uma réplica de Ribeira D’Ilhas. Saca surfou condições iguais vezes sem conta, em Ribeira e nos Coxos e logo na sua primeira onda o português mostrou que estava completamente em casa. Tiago atacou o lip, meteu fortes carves, surfou com velocidade e flow e terminou bem não uma, nem duas mas três ou quatro ondas para receber três notas de 8 pontos “plus” e um 7. Michel Bourez não baixou os braços e fez o que pôde, mas as suas rasgadas são compactas demais para o que as paredes de Bells permitiam neste dia e não conseguiu responder à altura. Na sua última onda Michel conseguiu-se soltar mais, conseguindo boas rasgadas e uma excelente finalização para receber uma nota puxada para 9.5 pontos, mas aí já precisava de uma nota mais perto da perfeição para avançar. Assim o melhor surfista português de todos os tempos venceu o seu primeiro heat do ano no WCT e encontrará no round 3 o seu grande amigo Mick Fanning.

Outras surpresas deste dia de prova foram a eliminação de Owen Wright para o havaiano de Maui, Dusty Payne, e ainda Julian Wilson para rookie Nat Young. Outro rookie que brilhou neste dia foi o havaiano Sebastian Zietz, que atacou o lip como raramente se viu em Bells para derrotar Travis Logie.

Tudo indica que o Rip Curl Pro Bells Beach regressa esta noite para terminar o round 3 masculino ou possívelmente realizar a final feminina (Carissa Moore VS Tyler Wright). Acompanha tudo em directo AQUI!

 

YouTube Preview Image
Comentários

Os comentários estão fechados.