A eliminação de  Frederico Morais no round de 24 do Vans US Open of Surfing, prova QS 10.000, não foi a despedida dos portugueses neste evento.

Isto porque na versão júnior feminina ainda tínhamos uma competidora, Teresa Bonvalot. A surfista de Cascais estreou-se nesta prova nos oitavos de final, uma bateria que venceu com notas de 5 e 7.67, levando consigo Tiare Thompson dos EUA em segundo lugar, e eliminando surfistas da Costa Rica e EUA.

No heat seguinte, que se realizou poucas horas mais tarde, Bonvalot tinha como adversárias a local Meah Collins, filha do “lendário” Richie Collins e ainda Kirra Pinkerton e Avery Aydelotte. No início da bateria Teresa parecia estar com alguma dificuldade em fazer a junção entre o outside e o inside, algo obrigatório para passar para as meias finais. No entanto, mais perto do fim, a portuguesa finalmente conseguiu fazê-lo, e com dois 6 altos passou venceu o heat, deixando Collins em segundo lugar.

As meias finais, já realizadas no sábado, foram disputadas em ondas mais pequenas e mais difíceis. Meah Collins finalmente mostrou o seu conhecimento local e com duas ondas muito bem aproveitadas dominou o heat. Teresa Bonvalot fez uma boa esquerda para começar o heat com uma batida e alguns snaps mas sem ligação com o inside. Foi uma bateria de poucas ondas e a certa altura Teresa estava em quarto lugar. Quando finalmente apanhou uma onda com potencial aproveitou-a muito bem com um bom reentry no outside e uma batida de backside no inside. A nota de 6.43 chegou para garantir um lugar na final, eliminando a campeã mundial júnior Macy Callaghan e Tiare Thompson.

Do outro lado da grelha vinha a bicampeã desta prova, Caroline Marks e a havaiana Brisa Hennessy, o que garantia uma final muito competitiva. A primeira onde forte da final foi de Bonvalot, com duas batidas no outside mas uma queda na finalização no inside, acabando com a nota de 5.83. Já Brisa abriu com duas manobras fortes de backside para fazer uma nota de 8.67 e colocar-se como favorita à vitória. A 20 minutos do fim Teresa liderava, graças a mais uma nota de 5 pontos e pouco depois ainda melhorou a sua posição com uma direita que lhe valeu 5.07.

No entanto, era uma liderança pouco sólida já que Hennessy só precisava de 1.73 para passar para a frente, apesar de estar em terceiro lugar, enquanto que Meah precisava de 4.83 e Caroline 5.67. Brisa respondeu com a segunda melhor nota do heat até aí, uma direita com várias manobras fortes, passando para a primeiro lugar e deixando Teresa a precisar de 9.67.

Marks respondeu também com uma direita com várias manobras de backside, saindo da combinação para o segundo lugar com uma nota de 9 pontos. Teresa arriscou muito na suas últimas ondas mas não conseguiu completar as manobras iniciais, reduzindo assim as suas oportunidades de virar o resultado a seu favor. Entretanto a final acabou sem a situação mudar, com Brisa Hennessy em 1º lugar, Caroline Marks em 2º, Teresa Bonvalot em 3º e Meah Collins em 4º. Apesar de não ter conseguido a vitória este não deixou de ser mais um grande resultado para a actual bicampeã do circuito júnior europeu!

Comentários

Os comentários estão fechados.