Como previsto o Vans US Open of Surfing, prova QS 10.000 masculino e feminino, continua a avançar com ondas pequenas.

No dia de estreia da prova feminina, a primeira de sempre com esta premiação no circuito de qualificação para esta categoria, a prova “despachou” o round 1 e metade do round 2 em ondas de meio metro em Huntington Beach e os destaques da primeira fase foram as surfistas japonesas, Nao Omura e Minami Nonaka, que venceram os seus heats, tal como Alana Blanchard, que mostrou que ainda tem surf para vencer baterias.

Já no round 2 a grande surpresa foi a derrota de Silvana Lima, que perdeu para Alyssa Spencer e Zahli Kelly, numa bateria em que Bethany Hamilton também ficou de fora. Teresa Bonvalot, a única surfista portuguesa nesta prova, tinha como adversárias Stephanie Gilmore e Sophie McCulloch, e ainda Hinako Kurokawa, que vinha da fase anterior na primeira bateria do dia 3 de prova. Em disputa estavam os 2.200 pontos disponíveis as surfistas que avançassem para a fase seguinte, uma pontuação já relevante na disputa por uma vaga no tour de 2020.

Hinako e Stephanie começaram a pontuar cedo, tendo a japonesa conseguido a melhor nota entre as duas, um 6.17, numa direita cheia de manobras. Teresa apanhou a sua primeira onda apenas a 8 minutos do fim de uma bateria de 30 e aproveitou-a a bem mas a falta de parede apenas lhe permitiu fazer uma nota de 3.17, o que a deixou a precisar de 5.91 para roubar o segundo lugar de Kurokawa, que entretanto tinha sido superada por Gilmore. A um minuto do fim a japonesa bloqueou Bonvalot de uma onda e perdeu a prioridade, deixando a próxima onda para Teresa que fez uma manobra muito forte na primeira secção mas não encontrou mais qualquer espaço para continuar e acabou em 4º lugar. Teresa, que era a única de quatro surfistas lusos ainda em prova, apenas assegurou 1.000 pontos no ranking.

Notícia em actualização…

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários