O terceiro dia do Port Stephens Toyota Pro, última etapa do circuito QS feminino de 2018, teve um visitante muito especial, um tubarão, que “interditou” o line up durante de cerca de uma hora.

Mas antes disso já tinha acontecido muita acção e a única portuguesa em prova já tinha sido eliminada. Teresa Bonvalot tinha como adversárias Leilani McGonagle, Freya Prumm e Ashlee Spence, no heat 2 do round 3, uma bateria difícil mas perfeitamente acessível para o nível de surf da surfista de Cascais. Infelizmente foi heat em que tudo correu mal. Apesar de haver bons picos para a esquerda e direita espalhados pela praia era difícil escolher as ondas boas e todas as que Bonvalot apanhou nos primeiros 20 minutos não ligaram com o inside, não permitindo sequer chegar aos 2 pontos. Entretanto Leilani e Freya tiveram mais sorte nas suas ondas e conseguiram duas notas sólidas cada uma. A 4 minutos do fim Teresa finalmente apanhou uma onda que, apesar de ser pequena, ligou com o inside e “espremeu” uma nota de 3.74 pontos para voltar à disputa. Mas foi pouco e tarde e sem tempo para dar a volta ao resultado nem prioridade acabou eliminada, o que inviabiliza a sua entrada no Championship Tour de 2019.

Os destaques deste dia foram Macy Callaghan, e as tops do CT, Sage Erickson, Malia Manuel, Nikki Van Dijk. A disputa pelas vagas no tour do próximo ano está bem acesa, com a principal candidatas aos últimos lugares da elite mundial, como Brisa Hennessy, Holly Wawn, Mahina Maeda e Philippa Anderson a passarem para o round 4.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários

Os comentários estão fechados.