Depois de se sagrar campeã nacional muito jovem, em 2014 e 2015, Teresa Bonvalot focou-se em objectivos mais altos apesar de manter sempre um pé na Liga MEO Surf.

O ano de 2020, tendo em conta as limitações causadas pela pandemia de covid-19, foi muito positivo para esta surfista, com duas vitórias na Liga e uma vitória internacional, em Pantin. Teresa Bonvalot chegou ao Renault Porto Pro com excelentes hipóteses de sagrar campeã nacional, apenas precisar de vencer ou chegar à final sem a presença de Yolanda Hopkins ou Carolina Mendes.

As três candidatas ao título qualificaram-se para as meias finais man-on-man, realizadas em boas ondas na Praia Internacional. Também nas meias finais estava a actual número 4 do ranking, Francisca Veselko, uma das surfistas que mais tem evoluído recentemente a nível europeu, que não teria qualquer problema em fazer o papel de spoyler, abrindo o heat contra Carolina Mendes com uma onda de 6.75 e fechando com 8.5 pontos. Ficou então nas mãos o de Teresa Bonvalot garantir o seu título, mas para isso teria de derrotar a campeã nacional em título, Yolanda Hopkins, precisamente a surfista que quebrou o seu streak de vitória recentemente em Aveiro.

Teresa foi construindo o seu heat com várias notas fortes e no fim deixou Hopkins a precisar de fazer uma nota de 9.1, uma nota que não conseguiu fazer e assim Teresa Bonvalot sagrou-se pela terceira vez na sua carreira campeã nacional!

Notícia em actualização…

Comentários

Os comentários estão fechados.