Com ondas mais pequenas que no dia anterior o Billabong Pro Cascais presented by Allianz arrancou mais uma vez cedinho para uma pequena “maratona” de heats.

“Mais pequeno” não significou que o surf que se fez foi inferior, muito antes pelo contrário, já que as condições estavam mais acessíveis para se fazer um approach mais radical que nos dias anteriores.

Com o round 3 “despachado” e a maior parte dos suspeitos do costume ainda em prova a grande surpresa foi a eliminação de Kanoa Igarashi. O mais jovem surfista do CT tinha sido o grande destaque no fim do dia anterior, usando a sua técnica avançada para conseguir a melhor média do round 3. Mas, num heat de muitas ondas contra Jeremy Flores e Jack Freestone, acabou surpreendido pelos seus adversários e ficou fora da fase seguinte.

Outro destaque foi a derrota do Stuart Kennedy, um surfista que este ano tem estado em grande forma e acabou por ser dominado por Joan Duru e Yago Dora. Os destaques desta fase foram, além dos nomes acima mencionados, Ítalo Ferreira, Connor O’Leary e Tanner Gudauskas, todos com médias muito altas.

O heat do dia foi claramente o primeiro do round 5. Jesse Mendes tinha como adversário Yago Dora, um dos grandes nomes de uma nova geração, conhecido principalmente pelos seus grandes “voos”. Com a maré perfeita para surf progressivo, Jesse usou o “feitiço contra o feiticeiro” e quando acertou um incrível air reverse full rotatition recebeu uma nota de 10 pontos. Isso fez com que Yago tenha tentado responder na mesma moeda e apesar de ter ficado perto de completar uma manobra parecida acabou eliminado.

Esperava-se o mesmo do heat de Ítalo Ferreira VS Ryan Callinan, dois dos mais progressivos surfistas do Championship Tour, mas a maré já estava a ficar muito cheia e as ondas não permitiram grandes manobras. Este heat tornou-se interessante apenas nos últimos segundos. Ferreira já estava na frente e aumentou a sua liderança mas Callinan, nos últimos segundos, fez a melhor onda do heat e virou a bateria.

Pouco depois a prova parou durante algumas horas e quando a maré voltou a ficar vazia suficiente o Billabong Pro Cascais presented by Allianz voltou à água. Ian Gouveia foi mais uma vez o destaque, continuando assim o seu “streak” de grandes resultados, e com uma nota de 9.83, uma longa esquerda com um incrível aéreo pelo meio, garantiu mais um grande resultado.

Outro competidor que, sem grande alarido, tem estado a fazer grandes heats é Jeremy Flores. O francês está a precisar de pontos e esta presença (pelo menos) nos quartos de final deixa-o mais perto da sua manutenção no tour.

Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI!

Hats dos quartos de final:
QF 1: Jesse Mendes (BRA) vs. Joan Duru (FRA)
QF 2: Bino Lopes (BRA) vs. Ryan Callinan (AUS)
QF 3: Ian Gouveia (BRA) vs. Tanner Gudauskas (USA)
QF 4: Jeremy Flores (FRA) vs. Jack Freestone (AUS)

Comentários

Os comentários estão fechados.