Slater, Fanning e Florence não vacilam no round 2 | Pires compete amanhã!

publicado há 3 anos por 0

Quiksilver-Pro-France-2014-Round-2

A luta pelo título mundial continua graças aos resultados de hoje!

Os bancos de areia de Hossegor voltaram a mostrar a sua cara high performance, e por isso este foi mais um dia de surf de qualidade inagualável!

Mas antes dos homes, foram as mulheres! Johanne Defay, Tyler Wright, Bianca Buitendag e Stephanie Gilmore venceram os seus heats, e irão encontrar Malia Manuel, Sally Fitzgibbons, Courtney Conlogue e Carissa Moore no round seguinte. Uma coisa é certa, Portugal irá ter um papel crucial na luta pelo título mundial feminino!

O que também acontecerá no caso do título mundial masculino – sendo que poderemos mesmo ver o título ser decidido. Isto pois Slater, que se encontrava no round 2 depois de ter perdido ontem no round 1, não deu grandes hipóteses a Dane Reynolds. É verdade que quando Reynolds enfrenta Slater este é sempre um dos heats mais esperados por todos, mas também é verdade que dos 10 confrontos (11 com este heat), aquele que muitos dizem ser o substituto de Slater no título de melhor do mundo, nunca venceu aquele que muitos continuam a dizer que é o melhor do mundo!

Slater começou forte, encaixando vários carves e rasgadas numa longa direita e garantindo assim uma nota de oito pontos. Reynolds tentava o jogo aéreo, e um carve e um aéreo reverse para a base deram-lhe uma nota na casa dos seis pontos. Depois de uma troca de ondas em que ambos tentaram o jogo aéreo, Slater aumentou a sua liderança com um áereo reverse para a base numa onda de set e que lhe rendeu a melhor onda do heat, 8.27. Entretanto Reynolds entrou no seu modo “atrofio” e nada conseguiu fazer para recuperar terreno. Claro que caso despertasse, Reynolds não teria dificuldade em fazer o 9.60 que necessitava mas tal não aconteceu e Slater viu-se assim com mais uma hipótese de tentar roubar o título mundial a Gabriel Medina.

Seguiu-se Fanning, e este, mais uma vez e tal como na Goldcoast, não deu grandes hipóteses ao líder do ranking WQS, Matt Banting. Fanno foi mais veloz, poderoso e preciso nas perfeitas direitas de Hossegor, e garantiu-se no round 3. De relembrar que nenhum surfista tem um historial em França melhor que Fanning…

Depois foi a vez de John John Florence, frente a Raoni Monteiro. O havaiano continuou pelo caminho que o levou à final em Trestles, encaixando poderosos carves para abrir as suas ondas e finalizando-as com aéreos reverses. Monteiro respondeu bem, e caso na sua primeira onda não tivesse caído na sua última manobra – um aéreo reverse – o resultado poderia ter sido outro.

Andino despachou Simpson, enquanto Travis Logie causou uma das surpresas do dia ao eliminar Nat Young. Wright eliminou o basco Aritz Aranburu e Jadson André, um dos destaques do round 1 apesar de ter perdido ontem vendo-se obrigado a surfar hoje, eliminou Bede Durbidge. Dion Atkinson e Fred Patacchia eliminaram CJ Hobgood e Alejo Muniz, respectivamente, terminando assim o segundo dia de competição (para os homens) numa altura em que uma maré muito cheia via as esquerdas terem mais potencial que as direitas!

Ficaram três heats por realizar deste round 2, sendo o último o de Tiago Pires, que defronta Kai Otton. O call será dado amanhã às 7:30 (6:30 horas portuguesas) e o mais certo é o campeonato acontecer pois a previsão mantém-se boa. Não te esqueças de apoiar Pires em directo carregando aqui!

 

Comentários