Chegou ao fim uma das mais importantes etapas do circuito QS feminino do ano, o Los Cabos Open of Surf. Apenas três surfistas lusas competiram nesta prova tendo Teresa Bonvalot sido quem chegou mais longe. Depois das eliminações das surfistas portuguesas a prova continuou a avançar, sempre com ondas a rondar o meio metro com pouca força.

Um dos grandes destaque do round 5 foi a prestação de Caroline Marks, que tinha um dos heats mais difíceis da fase. A jovem norte-americana fez notas de 7 e 8 pontos para bater a ex-top do CT, Bianca Buitendag e eliminar a ex-campeã mundial júnior, Mahina Maeda.

Quem também surfou muito nessa fase, e daí para a frente, foi Silvana Lima, que voou nas direitinhas de Los Cabos como nenhuma outra surfista e desde muito cedo se tornou na grande favorita à vitória. Lima combinou Bailey Nagy no round 6 e Dimity Stoyle nos quartos de final e derrotou Keely Andrew para passar para a final.

Na final, Silvana, que no passado chegou a disputar o título mundial, encontrou na final outra surfista que tem estado em grande forma, Bronte Macaulay. A filha do ex-top 5 do mundo, Bronte, até começou bem o heat com uma série de pauladas na primeira onda mas Lima estava noutro patamar e fez as duas melhores ondas do heat, vencendo com grande vantagem, o que a coloca numa excelente posição para garantir a qualificação para o circuito de 2018, via QS.

Comentários

Deixar uma resposta