Mais um dia, mais uma fase realizada no Outerknown Fiji Pro. O round 4 desta que é uma das provas mais esperadas do ano lembrou uma etapa QS 10.000 já que a grande maioria dos “suspeitos do costume” desta fase já tinham sido todos eliminados.

Mesmo as ondas mais faziam lembrar um evento “Prime” no seu melhor do que a etapa “rainha” do tour. O que não quer dizer que as ondas não estivessem boas já que a maior parte dos surfistas do planeta teria tido neste dia a melhor surfada das suas vidas. Mas para os melhores entre os melhores a exigência é maior, de tal modo que só se realizaram 4 heats.

Logo na primeira bateria Matt Wilkinson continuou a mostrar que o ano de 2016 não foi um fluke e usou o seu frontside afiado para bater Julian Wilson e Ian Gouveia. Michel Bourez também venceu o seu heat e é claramente o maior favorito à vitória, enquanto que Leo Fioravanti e Ítalo Ferreira caíram para o round 5.

Connor O’Leary continua a crescer, surfando Cloudbreak como se este fosse o seu melhor evento. No fim do heat Joan Duru ainda ficou perto de roubar a vaga nos quartos de final com uma nota de 8 pontos, mas ficou ligeiramente abaixo do requisito.

Para terminar Bede Durbidge fez algo que já ninguém esperava dele, garantiu uma vaga nos quartos de final. O “Fijiano Branco” no passado venceu todo o tipo de provas e disputou o título mundial mas isso parecia ser algo do passado  e este ano ainda não tinha passado do round 3. Nesta etapa parece estar tudo a bater certo e Bede bateu Zietz e Kennedy para mostrar que ainda tem muito para dar.

Depois deste heat o evento ficou on hold mas acabou por ser adiado para o dia seguinte. Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI!

Comentários

Deixar uma resposta