Round 2 completo em condições difíceis | Vans US Open of Surfing

publicado há 3 anos por 0

Vans-US-Open-of-Surfing-Day-4

Underdogs em destaque!

O round 2 foi mais um round onde houve várias surpresas inesperadas, tal como no round 1! Depois de completos seis heats do round 2 na terça-feira, o dia de ontem viu o round 2 ser completo, realizando-se os restantos heats em falta (7 a 12).

E neste round 2 foram vários os surfistas do WCT que caíram e muito deles devido ao inesperado surf de surfistas menos na luz da ribalta internacional! É o exemplo de CJ Hobgood que foi eliminado pelo ex-WCTisita Willian Cardoso e pelo “underdog” europeu Maxime Huscenot, no heat 3.

Charles Martin e Bino Lopes mandara para casa Wiggolly Dantas, o número 3 do ranking WQS, e Vincent Duvignac, que no round 1 foi um dos grandes destaques!

O primeiro heat do dia de ontem foi provavelmente um dos mais supreendestes pois Matt Banting, actual número 2 do WQS, apesar de ter estado mais de 10 minutos sem apanhar uma onda no início do heat, acabou por aproveitar as poucas oportunidade que Huntington lhe deu para garantir a virtória de um heat onde estavam nada mais nada menos do que Filipe Toledo e Dane Reynolds (assim como Cory Arrambide). Juntamente com Arrambide foi o fenómeno americano, Dane Reynolds, que se viu eliminado do VANS Us Open of Surfing!

Dois heats depois e tínhamos mais um excelente heat em mãos. Com nomes menos impressionantes que o descrito anteriormente, este foi um dos heats do dia e que confirmou o que muitos já sabiam, o super grom Kanoa Igarashi é um dos juniores que irá ditar o surf mundial nos próximos anos. Local de Huntington, Igarashi mostrou não ceder à pressão, escolhendo as ondas boas e fazendo as notas que precisava com muito confiança. Igarashi optou pelas direitas onde encaixava duas manobras fortes no outside (geralmente um tail out e um carve), passando depois a zona flat para conseguir chegar à reforma do inside e encaixar mais duas manobras rápidas mas definidas. E este surf é o que em Huntington garante notas acima dos 7 pontos com estas dificeis condições.

Jadson André e Travis Logie batalharam pelo segundo lugar até ao último minuto mas a última onda de André, uma direita inde encaixou dois rasgadões no outside e uma manobra no inside, garantiu-lhe um lugar no round 3. Jake Halstead acabou em quarto.

O heat seguinte via mais uma grande surpresa: a elimnação de Julian Wilson para Bede Durbidge e Garret Parkes. No heat 11, o australiano Ryan Callinan e o brasileiro Peterson Crisanto, que juntamente com Frederico Morais compõem o grupo de treino de Richard “Dog” Marsh, certificaram-se de mandar Mason Ho e Santiago Muniz para casa.

O próximo round é um round onde ninguém perde mas quem se garantir em primeira saltará um round e garantir-se-á numa fase mais avançada. Mas sendo um no losers round, é geralmente uma fase em que todos os surfistas soltam muito mais o seu surf! Está previsto fazerem todos os heats deste round 3 hoje e após os quartos de final femininos pelo que daqui a umas duas horas (caso não queiras ver o feminino – que fazes mal pois elas surfam literalmente melhor que tu) – é altura de carregares aqui para veres tudo ao vivo!

Os heats do round 3 masculino são os seguintes:

Heat 1: Josh Kerr (AUS), Mitch Crews (AUS), Maxime Huscenot (FRA)
Heat 2: Beyrick De Vries (ZAF), Tim Reyes (USA), Willian Cardoso (BRA)
Heat 3: Jordy Smith (ZAF), Adam Melling (AUS), Charles Martin (GLP)
Heat 4: Keanu Asing (HAW), Aritz Aranburu (ESP), Bino Lopes (BRA)
Heat 5: Matt Banting (AUS), Michael Dunphy (USA), Jadson Andre (BRA)
Heat 6: Jonathan Gonzalez (CNY), Filipe Toledo (BRA), Kanoa Igarashi (USA)
Heat 7: Bede Durbidge (AUS), Brett Simpson (USA), Ryan Callinan (AUS)
Heat 8: Kolohe Andino (USA), Garrett Parkes (AUS), Peterson Crisanto (BRA)

 

Comentários