Ribeiro e Morais vencem no round 1 do MOCHE Rip Curl Pro Portugal

publicado há 1 ano por 0

MORAIS-E-RIBEIRO-ROUND-1

Depois de três lay days o MOCHE Rip Curl Pro Portugal finalmente foi à água, em boas ondas nos Supertubos. No final do dia anterior já se esperava ver “algo” no oceano, mas as ondas continuavam muito pequenas. Mas o “milagre” aconteceu mesmo durante a noite, a ondulação apareceu e logo pela manhã era visível que seria um grande dia de prova.

Pelas 9:30 começou o primeiro heat do dia, com ondas de um metro nos sets e com uma total ausência de vento. Seria fácil de dizer que as ondas estavam abaixo do que se esperava, mas quando começou o “The (Filipe) Toledo Show” ficou patente que é tudo uma questão de perspectiva. O surfista brasileiro deu alguns aéreos impressionantes e venceu com facilidade.

Também Gabriel Medina tentou fazer do seu heat uma expression session e mesmo sem ter acertado as suas manobras mais abusadas conseguiu virar a sua bateria perto do fim, batendo Miguel Pupo e Mason Ho. De seguida Keanu Asing surpreendeu Caio Ibelli e Julian Wilson e a prova parou durante algumas horas, por consequência de uma maré que já estava muito cheia.

A prova regressou com um dos heats com mais interesse para o público português, já que Vasco Ribeiro fazia a sua estreia nestas “lides”. Os seus adversários eram, nada mais nada menos que, o número 3 do ranking, Owen Wright e o “powerhouse” tahitiano Michel Bourez. Foi um heat muito equilibrado mas Ribeiro mostrou-se mais forte deste o início. Os júris gostaram do seu surf poderoso e compacto e os seus scores foram crescendo. Os seus adversários também fizeram bom surf e ficaram com um par de notas de 5 pontos a contar, ficando a precisar de nota de 6.38 e 6.48 para avançar. No fim Vasco conseguiu segurar bem o seu primeiro lugar, vencendo assim a sua primeira bateria no CT.

Seguiu-se Frederico Morais que tinha pela frente o “vice-líder” do circuito, Adriano de Souza, e o líder do Portuguese Waves Series Cascais Trophy, Kolohe Andino. Morais começou bem, com ondas de 6.67 e 7 pontos, ficando assim com a liderança. Entretanto Adriano “ligou os motores” e passou para a frente com uma onda excelente, deixando o português a precisar de 9.27 mas este não baixou os braços. De backside numa esquerda deu duas poderosas “biscas” e seguiu-as com uma rasgada forte sendo recompensado pelos júris com a nota de 9.43 e a liderança. Andino e o Adriano não deixaram de atacar o primeiro lugar e o norte-americano ainda conseguiu empatar com o brasileiro, mas a vitória ficou com todo o mérito para Morais.

Seguiu-se Tiago Pires, que não conseguiu repetir a “magia” contra o líder do ranking, Mick Fanning, ficando apenas a 6.68 de o conseguir. Mesmo assim Saca terminou em 2º lugar à frente de Sebastian Zietz. Entretanto a maior incógnita do todo o evento, a presença de Kelly Slater, confirmou-se. O 11x campeão do mundo encontrava-se em França durante o início do período de espera mas apareceu mesmo a tempo para o seu heat. Slater vinha com uma prancha nova e apenas teve tempo para wax e entrar na água. Mas a sua postura relaxada foi suficiente para vencer o seu heat, fazendo apenas o suficiente para bater Aritz Aranburu e Adrian Buchan.

De seguida Joel Parkinson deu um longo tubo e conseguiu a melhor nota do dia, um 9.5. Não seria suficiente para bater um inspirado Brett Simpson, mas mostrou que pode dar muito trabalho nesta etapa.

O grande destaque dos heats que se seguiram foi o australiano Josh Kerr que fez o aéreo mais impressionante do dia, recebendo 9.7 pela manobra isolada e a vitória sobre Wiggolly Dantas e Adam Melling!

Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI!

Heats do round 2
Heat 1: Adriano De Souza (BRA) vs. Tiago Pires (PRT)
Heat 2: Owen Wright (AUS) vs. Caio Ibelli (BRA)
Heat 3: Julian Wilson (AUS) vs. Mason Ho (HAW)
Heat 4: Italo Ferreira (BRA) vs. Tomas Hermes (BRA)
Heat 5: Jeremy Flores (FRA) vs. Aritz Aranburu (ESP)
Heat 6: Wigolly Dantas (BRA) vs. Ricardo Christie (NZL)
Heat 7: John John Florence (HAW) vs. Glenn Hall (IRL)
Heat 8: Kai Otton (AUS) vs. C.J Hobgood (USA)
Heat 9: Joel Parkinson (AUS) vs. Adam Melling (AUS)
Heat 10: Adrian Buchan (AUS) vs. Sebastian Zietz (HAW)
Heat 11: Jadson Andre (BRA) vs. Kolohe Andino (USA)
Heat 12: Miguel Pupo (BRA) vs. Michel Bourez (PYF)

Comentários