Razia quase total entre a “Armada Lusa” em Marrocos

publicado há 1 ano por 0

QUIKSILVER-PRO-CASABLANCA-DIA-3

A estreia da WSL em Marrocos foi “sofrida”, já que nos primeiros dois dias não havia ondas. Mas no terceiro o swell entrou e os competidores do QS fizeram uma “maratona” de heats em ondas de um metro, sem vento mas com picos pouco definidos.

A “Armada Lusa” perdeu dos seus 5 surfistas inscritos mesmo antes da prova começar, já que João Guedes acabou por não viajar para Marrocos para disputar esta prova de 1.500 pontos. E quem realmente foi não teve muito sucesso.

Ruben Gonzalez, que vinha de um grande resultado em Pantin, foi o primeiro a competir e tinha como adversários Francisco Usuna e Teale Vanner. O 4x campeão nacional teve dificuldades em encontrar ondas boas e perdeu em 3º lugar a precisar de uma nota de 4.96.

Seguiu-se Eduardo Fernandes, no heat 13 do round 1, que surfou contra Tomas Lopez Moreno e Mohamed Chliyeh. Foi uma bateria de ondas más e Edu, apesar de ter feito uma das melhores, perdeu a precisar de 1.27, o que fez com que este heat fosse um dos mais frustrantes da sua carreira.

Miguel Blanco já se encontrava no round 2 e foi o primeiro entre os portugueses a chegar aos 2 dígitos na pontuação combinada. Mas isso não chegaria para vencer, sendo surpreendido pelo marroquino Aboubakar Bouaouda, numa bateria vencida por Miguel Tudela. No fim Blanco só precisava de 5.10 mas não conseguiu fazer o que precisava e a “Armada” perdeu mais um atleta.

Pedro Henrique foi o sobrevivente, mas não chegou a competir pois a prova terminou alguns heats antes de chegar ao seu. O seu heat será o 16º e os seus adversários são Max Longhurst, Guy Sato e Raphael Seixas.

Acompanha o próximo dia de prova AQUI!

Comentários