Depois de alguns dias de espera, o Quiksilver Pro Gold Coast finalmente foi à água. Talvez inspirado pelas incríveis performances das meninas no Roxy Pro em ondas piores, os surfistas do WCT fizeram do melhor surf já visto em competição.

Quando as longas direitas de Snapper Rocks abriam com parede permitiam grande combinações de manobras e as notas acima do 9 pontos abundaram. Apesar de alguns dos cabeças de serie não terem avançado para o round 3, a grande “razia” da prova foram os rookies e os wildcards, pois foram todos parar à fase de repescagem. Todos eles mostraram muito bom surf, com destaque para Filipe Toledo e Glenn Hall.

“Filipinho” fez o que tinha “prometido”, surfou progressivo e conseguiu uma nota de 9.5. O surfista profissional de segunda geração abriu a sua onda com um altíssimo alley oop, seguiu-o de alguns carves e acabou a soltar o tail. Mas faltou-lhe o back up e acabou em terceiro atrás de Michel Bourez e Owen Wright.

Já Hall, sem patrocínio pela primeira vez em alguns anos, atacou forte de backside e no primeiro terço do heat tinha os seus adversários “combinados”. Mas eles não se deixaram intimidar e tanto CJ Hobgood como Jordy Smith acabariam à sua frente, com o Sul Africano a vencer. Bem vindo à elite Glenn!

Tiago Pires entrou no sétimo heat do dia e surfou contra Kieren Perrow e Gabriel Medina. Apesar de não ter apanhado as melhores ondas e ter caído em algumas secções onde podia ter ido buscar mais pontos, Saca surfou muito bem e encaixou fortíssimos carvings para liderar praticamente o heat todo. Infelizmente o brasileiro Gabriel Medina apanhou uma bomba no fim e encheu-a de manobras para conseguir uma nota excelente, 9.5, e vencer o heat. Curiosamente Gabriel tinha torcido o tornozelo na onda anterior e depois da sua onda final teve de ser carregado até ao palanque. A vitória neste heat poderá jogar a seu favor pois fica com mais um dia para recuperar da sua lesão. Já Tiago Pires terá de defrontar CJ Hobgood no heat 7 do round 2 quando a prova recomeçar.

Outros destaques neste dia vão para Kelly Slater, que conseguiu um pequeno milagre na sua última onda para derrotar Kolohe Andino e ainda Matt Wilkinson que fez a melhor onda do dia e mandou Joel Parkinson para a repescagem por 0.03!

Acompanha tudo em directo no próximo dia de prova do Quiksilver Pro Gold Coast AQUI!

(A onda do dia)

YouTube Preview Image
Comentários

Os comentários estão fechados.