Como já se esperava, o dia 9 do Eurosurf 2017, realizado em Klepp, Noruega, foi o dia da consagração de Portugal como campeão Europeu por equipas. No entanto, por mais que se esperasse uma bom dia final para a selecção portuguesa, todas as expectativas foram superadas.

As ondas estavam muito difíceis, com muito vento e ondas de meio metro a quebrarem num banco bem no outside, desparecendo ao fim de poucas secções. Mas isso não impediu uma a dobradinha no bodyboard pois Daniel Fonseca combinou todos os seus adversários com grande destaque, deixando Shane Meehan em segundo lugar, Genesio Ludovisi em terceiro e Josh Christopherson em quarto. Na categoria feminina Teresa Padrela venceu, batendo Ashleigh Smith, Gabrielle Taylor e Valentia Vittale para também se sagrar campeã europeia.

Na categoria de longboard foi também o que se esperava, João Dantas foi campeão europeu, deixando Mattia Fabbri em segundo, Robert Storm em terceiro e Andrew Kilfeather em quarto.

Esperava-se uma batalha entre as duas lusas na categoria de surf feminino, Carol Henrique VS Mafalda Lopes mas a alemã Lilly von Treuenfels intrometeu-se e roubou o segundo lugar. O primeiro lugar e o título europeu (o seu segundo desta temporada) foi para Carol Henrique, com Mafalda em 3º e Giada Legati em 4º.

Na final masculina Tomás Fernandes e Eduardo Fernandes estavam a caminho do domínio total luso, mas o neozelandês, a competir pelo País de Gales, Jay Quinn (irmão do ex-top do CT, Mazz Quinn), arriscou alguns aéreos reverse e foi recompensado com a liderança. No fim Tomás Fernandes apenas ficou a precisar de 5.8 para vencer, acabando como vice-campeão europeu, seguido de Eduardo Fernandes (3º lugar) e Gearoid McDaid (4º).

Foi uma grande vitória para a selecção portuguesa, que está de parabéns e coloca-se novamente como nação dominante a nível Europeu!

Comentários

Os comentários estão fechados.