Pires e Morais vencem no Hawaiian Pro | Dia 7

publicado há 2 anos por 0

TIAGO-PIRES-E-FREDERICO-MORAIS-NO-HAWAIIAN-PRO-DIA-7

O Hawaiian Pro é a primeira “jóia” do Vans Triple Crown of Surfing, uma importante etapa do QS que só começou no sétimo dia do período de espera.

E logo no primeiro heat, em que as ondas não passavam de um metro (nos sets) em Haleiwa, havia cores portuguesas na água. Tiago Pires, um surfista que dá sempre que falar no Havai, competiu contra três havaianos, Granger Larsen, Dylan Goodale e Kevin Sullivan. O português foi forte desde o início e parecia estar com uma prancha boa debaixo dos pés, surfando bem soltinho com bons carves e finalizações a soltar o tail. Entretanto Granger apanhou uma das maiores e mais perfeitas ondas que entraram e pontuou 8.07 o que, com um bom back up lhe daria a liderança do heat. Por momentos Goodale parecia ser uma ameaça para Saca mas o veterano do CT mostrou que está noutra liga e acabou o heat com duas ondas muito bem surfadas, uma delas com um dos seus snap laybacks no lip que lhe garantiu um segundo lugar “folgado” atrás de Larsen!

Frederico Morais entrou 13 heats mais tarde e nessa altura o mar já rondava o metro e meio e o vento estava ligeiramente mais forte. Mas isso só ajudou o surfista do Guincho, que cravou o rail em Haleiwa como nenhum outro neste dia de prova. Os seus carves estavam “on point” e nas suas duas primeiras ondas dominou a bateria com notas de 8.53 e 7.43. Todos os competidores deste heat fizeram boas ondas mas só Billy Kemper, que marcou 9.7 na sua melhor onda, realmente ameaçou o seu domínio. Mas não seria suficiente para roubar o primeiro lugar e “Kikas” ainda conseguiu melhorar a sua posição com uma onda de 9.43, o que lhe deu a vitória e a melhor média do campeonato até agora.

As ondas mantiveram a sua qualidade e a prova entrou no round 2, terminando na segunda bateria da fase, um heat em que se encontravam Tiago Pires, Vasco Ribeiro e ainda Tim Bisso e Mitch Coleborn! Foi um heat muito equilibrado em que Ribeiro começou melhor com uma série de rasgadas fortes e batidas numa onda mais pequena. A meio do heat Vasco liderava enquanto que Tiago procurava um back up para a melhor onda do heat, em que recebeu a nota de 7.33. O surfista da Ericeira acabaria por conseguir mais uma nota forte com uma batida e um forte carve para passar para o primeira posição que entretanto tinha sido “roubada” por Tim Bisso. Saca acabou na frente enquanto que Ribeiro encontrou dificuldades a finalizar bem as suas ondas, sendo eliminado a precisar de 6.71.

Por se estrear em Haleiwa ficou Pedro Henrique, que só vai competir no heat 10 desta fase.

Acompanha o resto desta prova em directo AQUI a partir das 18 horas!

Heats com portugueses
Round 2

Heat 10 | Carlos Munoz x Pedro Henrique x Michael February x Olamana Eleogram
Heat 14 | Frederico Morais x Joan Duru x Torrey Meister x Joel Centeio

Round 3
Heat 3 |
Adrian Buchan x Adam Melling x Tiago Pires x Ramzi Boukhiam

Comentários