Nicolau Von Rupp vence em condições épicas

publicado há 3 anos por 0

Capitulo-Perfeito-Nicolau-2014

Menos de 7 horas depois de se ter dado início ao Capítulo Perfeito Powered by Billabong de 2014, o campeão que saia da água era surpresa para poucos. O primeiro “call” tinha sido marcado para as 7.30 da manhã e as condições “prometiam” um grande evento, mas a maré não estava a colaborar.

Seria às 11 da manhã que os primeiros competidores, Ruben Gonzalez, Tomás Fernandes, Tomás Valente e Manuel Cotta, entrariam na água. Nesta fase, apesar de estar visivelmente melhor que nas horas anteriores, apenas Ruben e Cotta conseguiram apanhar ondas boas e assim deixaram de fora os “Tomáses”. Mesmo assim Tomás Fernandes ainda “conseguiu” um bom wipe out que o deixou candidato (e eventualmente vencedor) no prémio Nixon.

De facto poucos destaques houve nesta primeira fase, excepto para um grande tubo de Nicolau que lhe deu 10 pontos. Também Marlon Lipke, acabadinho de chegar da  Austrália para este evento, provou que não veio em vão, surfando com uma certa mestria.

Mas todos os competidores que perderam teriam uma segunda oportunidade, na fase de repescagem. O grande destaque dessa fase foi o local Pedro Boonman, que deu um tubo pesado para a esquerda, conseguindo a nota de 9.7. Esse seria um momento isolado deste segundo round já que mais nenhum competidor conseguiu apanhar ondas boas, e seriam Alex Botelho, José Gregório, Tomás Fernandes e Valente que ficariam por aí.

O fim desta fase seria também o início da melhoria nas condições e a partir daí começou-se a ver bons tubos com regularidade. Que o diga Filipe Jervis que finalmente mostrou que é um dos melhores do país nos tubos. Com dois controladíssimos tubos para esquerda, Jervis conseguiu a melhor média da prova que acabaria por lhe garantir o prémio para o melhor score, oferecido pela KIA.

Mas esta seria também a fase em que o campeão em título, Nicolau Von Rupp, se mostraria mais vulnerável num heat contra um dos melhores tube riders que o nosso país já teve, Rodrigo Herédia, e o sempre perigoso Miguel Blanco. Depois de um tubo bem controlado por Herédia, Nic chegou a estar em segundo lugar com Blanco “à perna” mas acabou por voltar ao primeiro lugar, deixando Rodrigo em segundo. Também Ruben Gonzalez, António Silva, Filipe Jervis e Edgar Nozes mostraram-se superiores aos seus adversários e passaram para as meias finais.

Nas meias finais o mar estava ainda mais pesado que anteriormente, apesar de serem longas as pausas entre os sets. Ruben Gonzalez e António Silva mais uma vez passaram juntos a bateria, ambos garantindo-se pela primeira vez na final do Capítulo Perfeito, e eliminando Edgar Nozes e Filipe Jervis.

Na outra meia final seriam o campeão e vice-campeão da prova de 2013 que se garantiram novamente na final, numa disputa equilibrada com Rodrigo Herédia e João Guedes.

Antes de começar a final todos os quatro finalistas encontravam-se perto área de competidores, cada um a preparar-se à sua maneira. Marlon tentava aquecer pedalando numa bicicleta estática, mas era visível que iria entrar na água novamente gelado. Nicolau também passava pela “bicla” mas apenas numa tentativa de ganhar ainda mais pica para um heat que tinha perfeita noção que seria seu para ganhar. António Silva e Ruben Gonzalez seriam os últimos a vestir as lycras de competição mas pareciam ambos prontos para vencer pela primeira vez um “Special Event”.

Nicolau seria o mais activo na final, mas Ruben poderia ter roubado a festa com mais uma onda sólida. A sua melhor, e a melhor da final, aconteceu nos primeiros 10 minutos, com um bom tubo para a direita. Logo a seguir Von Rupp respondia com uma esquerda com um tubo não tão fundo mas muito bem controlado, recebendo 6,5, menos um ponto que a de Ruben. Mesmo sem ter um back up maior do que 4 pontos, Nicolau conseguiu a liderança, sendo seguido de perto apenas por Ruben. Marlon e António Silva, que bem procuraram ondas de consequência mas não tiveram sorte, acabarando em 3º e 4º respectivamente. Já Ruben também não teve a sorte do seu lado pois partiu o seu “shop” a poucos minutos do fim e mesmo tentando voltar ao pico não conseguiu, e por consequência não conseguiu a nota de menos de 4 pontos que precisava. Assim Nicolau saiu da água como o justo vencedor e bicampeão do Capítulo Perfeito, vencendo o seu terceiro “Special Event” de seguida!

Comentários