Von Rupp eliminado do Volcom Pipe Pro

publicado há 4 anos por 0

Volcom-Pipe-Pro-Day-2

A noite de ontem foi mais uma noite de emoções fortes para quem fez questão de assistir àquele que é provavelmente a melhor etapa do WQS, ou não acontecesse na infame bancada de coral de Pipeline, Hawaii!

O único surfista que defendia a bandeira portuguesa era o luso-germâncio Nicolau Von Rupp que fez um primeiro heat brilhante no dia anterior, não só fazendo uma nota quase perfeita como fazendo aquela que foi a onda do dia.

Neste segundo dia de competição do Volcom Pipe Pro, e que quase esteve para não acontecer pois de manhã poucas eram as ondas boas (mas que com o decorrer do dia ficaram simplesmente épicas), Nicolau voltava a entrar na água e as condições estavam como o surfista da Praia Grande gosta: grande, buraco e, como não poderia deixar de ser em Pipeline, tubular.

Nicolau defrontava, no heat 7 do round de 64, o havaiano Koa Rothman, o americano Cory Arrambide e o brasileiro especialista em tubos (relembrar que entrou no Billabong Tahit Pro em 2012 e eliminou nada mais nada menos do que Slater), Ricardo dos Santos. Nicolau esteve muito selectivo durante o heat acabando por apanhar apenas duas ondas, e estas já na segunda metade do heat.

Entretanto, Cory Arrambide passeava classe nos tubos para a esquerda ,e apesar de não fazer nenhuma nota excelente, fez o suficiente para garantir o primeiro lugar. O havaiano acabou por fazer uma interferência acabando o heat em quarto lugar, enquanto Nicolau e Dos Santos disputavam a segunda vaga para a fase seguinte.

Dos Santos tinha um 3.67 e uma série de notas inferiores a 2.5 enquanto Nicolau ainda não tinha apanhado nenhuma onda. Até que entrou um dos maiores sets do dia. Era a vez de Nicolau e o luso-germânico arrancou numa bomba que, segundo os comentadores, teria cerca de 18 pés havaianos (cerca de 5 metros) para dropar lá de cima até à base e fugir do lip a mil à hora evitando assim uma quase certa prancha partida e uma possível lesão. Nicolau só dropou essa bomba mas foi, justamente, compensado com uma nota de 4.17.

Uns minutos depois, Nicolau agarrou outra esquerda, encaixou, andou lá dentro mas não conseguiu sair recebendo uma nota de 1.87 e mantendo-se ainda em terceiro lugar mas continuando a precisar de uma nota muito pequena. Infelizmente o heat estava perto do fim, e ainda estava Nicolau a chegar ao line-up quando Dos Santos arrancou numa onda intermédia onde deu um bom tubo e uma série de manobras até à areia (apesar destas pouco ou nada contarem para a nota final pois em Pipe, nestas condições, as notas estão nos tubos) recebendo um 6.60 e garantindo assim a vaga no round seguinte e, infelizmente, a eliminação de Nicolau.

O heat seguinte ao de Nicolau acabou por ser o heat do dia graças a um nome: John John Florence. O havaiano que está literalmente a surfar no seu quintal fez, em menos de cinco minutos, duas notas acima dos nove pontos, uma para Pipe outra para Backdoor. A comentar este heat estava Slater, que se encontra na Hawaii mas não competiu no Volcom Pipe Pro (e que arrependido deve estar!), o que trouxe um interesse ainda maior a todos os que estavam a assistir à transmissão ao vivo. John John fez mais três ondas, uma em que entrou e saiu, e outras duas onde deu mais dois tubos insanos, ou seja, mais duas notas na casa dos nove pontos.

Neste momento o Volcom Pipe Pro encontra-se novamente na água e não podes perder uma úncia imagem pois tens em competição nomes como Bruce Irons, Jamie O’Brien, Crhis Ward, Josh Kerr e Dusy Payne, entre muitos outros. Podes e dever ver tudo ao vivo carregando aqui!

 

 

Comentários