Ondas difíceis e ondas boas, resultados surpreendentes e expectáveis, e muita acção foi o que se assistiu ao longo das 10 horas de prova do primeiro dia do Allianz Algarve Pro.

Logo no primeiro heat do dia, uma surpresa, a derrota de um surfista convidado pela organização, Guga Gouveia. Este luso brasileiro chegou ao nosso país e contagiou todos com o seu surf, estilo e humildade, conquistando o título nacional muitos anos depois da sua chegada. Gouveia continua com um nível de surf elevado mas faltou-lhe a competitividade numa bateria vencida por outro surfista que fez um percurso semelhante anos mais tarde, Eduardo Fernandes.

De facto muitos dos destaques do primeiro round foram surfistas que não nasceram em Portugal. Foi o caso de Elohe Alvarez, Sidney Guimarães, Justin Mujica e Cainã Souza, que venceram as suas baterias, enquanto que Halley Batista, Andres Melendez e Derek Carrion passaram em segundo lugar mas com prestações sólidas. Também em destaque nesta fase estiveram os groms João Mendonça, Afonso Antunes e Joaquim Chaves, que também passaram em primeiro lugar, além dos candidatos à vitória do circuito, Tomás Fernandes e Miguel Blanco. Outra surpresa pela negativa foi a derrota de Francisco Alves, top10 do circuito, que perdeu em algumas das piores condições do dia para Afonso Antunes e para o backside vertical de Diogo Martins.

No round 2 Marlon Lipke juntou-se aos destaques, colocando-se como um sério candidato à vitória. Uma das melhores baterias do dia foi a última, que defrontava Halley Batista, Vasco Ribeiro, Justin Mujica e Andres Melendez. Halley, que correu o circuito QS durante muitos anos e agora reside no Algarve, bem perto da Praia do Amado, fez um dos melhores aéreos da história da Liga e mesmo recebendo apenas 7.75 conseguiu acabar na frente da bateria. Justin estava perto do nível que apresentou no passado, quando era um dos killers do circuito, mas Vasco não quis ter mais uma derrota prematura e virou o heat a seu favor. Um surfista que continua em grande forma é Francisco Almeida que, depois de um excelente resultado na etapa anterior, continuou em destaque e avançou para a fase seguinte.

A categoria feminina apenas avançou uma fase e os destaques vão para Teresa Bonvalot, que fez as duas melhores notas da primeira fase, 7 e 8 pontos, e ainda a principal candidata ao título nacional, Yolanda Hopkins.

Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI a partir das 9 horas!

Comentários