Morais e Ribeiro avançam em Sunset | Dia 6

publicado há 1 ano por 0

VANS-HAWAIIAN-PRO-DIA-8

Depois de 5 dias de espera Sunset finalmente “acordou” e o Vans World Cup começou. A previsão apontava para uma subida no tamanho das ondas durante o dia e o primeiro heat, em que estavam dois surfistas portugueses, ainda apanhou condições relativamente pequenas!

Tiago Pires e Frederico Morais tinham como adversários os havaianos Seth Moniz e Koa Smith e foram os primeiros a pontuar. E enquanto que a onda de Tiago não tinha parede, Morais conseguiu atacar o lip em algumas secções e fazer o seu primeiro “keeper”. Frederico foi o mais activo da bateria e pouco depois fez outra onda forte, acabando por vencer o heat. Seth e Koa estiveram sempre por perto e foi o primeiro que ficou com a outra vaga de qualificação. Tiago esperou muito por uma onda boa e mesmo não tendo apanhado quase fez um bom tubo que poderia ter dado a volta ao resultado. No fim só precisava de 6.83 para avançar mas não conseguiu apanhar ondas para fazer a nota, sendo eliminado.

Vasco Ribeiro entrou mais de três horas mais tarde com condições completamente diferentes contra Makai McNamara, Mateia Hiquily e Kalani David. As ondas já rondavam os dois metros e meio e o português foi claramente o melhor surfista do heat. Vasco foi o único que surfou Sunset como se não fosse uma onda gigante, com manobras no lip e rasgadas apertadas, tendo pontuado 8 pontos na sua melhor. Ribeiro tinha vencido o heat se a sua última onda tivesse sido bem pontuada mas os júris deram o primeiro lugar a Makai, enquanto que os restantes adversários precisavam de combinações para lhe roubar a segunda posição.

As condições continuavam sólidas, o que permitiu que se fizesse dois heats do round 2 e Morais estava presente num deles. Foi um heat muito difícil para todos os competidores pois não estava fácil de escolher as melhores ondas. Frederico continuou com a sua estratégia do heat anterior e rapidamente ficou com duas ondas bem surfadas a contar. Nesta disputa estavam dois surfistas que precisavam desesperadamente de avançar algumas baterias para se qualificarem para o CT de 2016, Wade Carmichel e Hiroto Ohhara, e ainda Charles Martin. Wade, que está fora da “bolha” por um lugar começou por liderar, até Morais ter solidificado com a sua posição com mais uma onda muito bem surfada. Também Hiroto fez uma onda muito boa e passou para segundo, pouco depois de ter “sacado” uma interferência a Martin. Morais ainda conseguiu melhorar a sua posição com um grande snap numa secção pesada, enquanto que Carmichel não conseguiu fazer o mesmo e foi eliminado, ficando agora a precisar de um pequeno milagre para concretizar o seu objectivo de entrar no CT.

Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI!

Round 2
Heat 11 | Dusty Payne x Pedro Henrique x Mitch Crews x Santiago Muniz
Heat 13 | Dion Atkinson x Mitch Coleborn x Joel Centeio x Vasco Ribeiro
Round 3
Heat 1 | Jordy Smith x Kanoa Igarashi x Frederico Morais x Seth Moniz

Comentários