Infelizmente já não temos portugueses no Prime de Huntington Beach!

O round 1 do Vans US Open of Surfing começou  há algumas horas atrás e em prova restavam apenas Marlon Lipke e Frederico Morais (Nicolau Von Rupp estava nos trials mas não conseguiu chegar ao evento principal).

O mar encontra-se com meio metro sólido e eventuais sets maiores e, apesar do round 1 continuar ainda na água, os dois portugueses já foram eliminados.

O primeiro a entrar na água foi Marlon Lipke no heat 2. Com uma maré muito cheia, os sets demoravam muito a entrar pelo que enquanto alguns competidores optavam por se manter o mais activos possível, outros optavam por, quando tinham prioridade, esperar por uma onda do set. Por norma esta última é a estratégia certa quando se tem prioridade mas o tempo de espera por sets bons era tanto que muitos competidores acabariam por ficar muito tempo sem apanhar ondas o que se tornaria fatal.

Marlon começou o heat cedo, encaixando duas pauladas para a esquerda e metendo uma nota de 4.50 no seu score. Entretanto ganhou a prioridade e foi aí que começou um longo período de espera para Marlon. Foi perto do final do heat que entrou o maior set do heat, e enquanto Adam Melling arrancou na primeira onda, garantindo a sua segunda melhor nota, Marlon apanhou uma onda que lhe deu apenas um ponto. Não sabemos se caiu na manobra ou se apanhou um close-out pois o replay acabou por nunca se ver. O heat acabou minutos depois sendo Marlon eliminado (em quarto lugar) juntamente com o marroquino Ramzi Boukhiam (em terceiro). Charles Martin venceu e deixou Melling em segundo.

Depois de um heat dominado por Perth Standlick e Wigolly Dantas, chegava a vez de Frederico Morais. Como dissemos, Morais tinha pela frente Slater, Kiron Jabour e Bino Lopes mas ao longo do dia os comentadores já tinham anunciado que Slater iria faltar pois tinha-se lesionado. Entretanto, no Instagram, uma horas antes, Slater tinha colocado um vídeo seu a fazer surf na esteira de um barco e, literalmente, a partir essa onda toda. Resta agora saber se foi nessa sessão de treinos que Slater se lesionou…

O 11x campeão do mundo foi substituído por Gavin Gillete que acabaria por ser o vencedor do heat. Morais batalhou que nem um guerreiro e mostrou bom surf mas, ao contrário dos seus adversários, não apanhou as melhores ondas. Na sua melhor onda, Morais encaixou uma boa rasgada de backside seguida de uma boa paulada mas a onda não ligou com o inside e Morais não conseguiu capitalizar os preciosos pontos extra dessa secção. Acabou por ter um 5.93 que poderia perfeitamente ser um 7 pontos caso a onda tivesse ligado.

Bino Lopes virou o heat com as suas duas ondas finais. Depois de fazer um 6.43, chegou outside quando entrou um set e depois dos outros competidores arrancarem nas primeiras ondas, Lopes arrancou na última do set transformando-a em mais um bom score – 5.93 – deixando assim Jabour em terceiro e Morais em quarto.

Terminou assim a prestação dos portugueses neste importante evento Prime e que continuará até dia 3 de Agosto. Apesar de não termos mais portugueses em prova podes acompanhar a prova ao vivo aqui pois não te esqueças que são vários os surfistas do WCT presentes neste que é talvez o mais mítico campeonato da História do Surf mundial.

 

Comentários

Os comentários estão fechados.