O segundo dia de competição do Allianz Ericeira Pro, terceira etapa da Liga MEO Surf, viu vários momentos inesperados desenrolarem-se ao longo do dia.

A competição arrancou com o round 2 masculino (uma vez que o feminino terminou, atipicamente, no primeiro dia de competição e com a vitória de Teresa Bonvalot) em ondas um pouco mais pequenas que no dia anterior. A grande surpresa deste round, e a primeira do dia, aconteceu quando Elohe Alvarez arrancou para a esquerda num pico que é, por norma, um point break de direita e encaixou um aéreo que lhe garantiu a passagem do heat em primeiro lugar. Apesar de ser um point break de direita, o Cabedelo da Figueira apresenta por vezes uma esquerda curta para cima do pontão, principalmente em dias mais pequenos, e esta pode servir para dar uma manobra explosiva que, em caso de um heat renhido, serve perfeitamente para avançar  heats.

À parte deste momento algo inesperado (a esquerda, não a passagem de Elohe), o round 2 viu os surfistas melhor classificados no ranking geral avançar para o round 3 com Tomás Fernandes a encaixar a média do dia (17.50), dando continuidade ao excelente surf que desde ontem tem mostrado nas paredes gémeas de ondas como os Coxos ou Ribeira d’Ilhas!

A prova avançava para o round 3 e depois de Pedro Henrique e Eduardo Fernandes dominarem o primeiro heat, eliminando Ruben Gonzalez e o local Ivo Cação, acontecia o segundo momento inesperado do dia, que na realidade não era mais do que a continução desse mesmo momento no primeiro dia. Falamos do regresso de Justin Mujica às performances que sempre nos habituou no auge da sua carreira. Depois de uma prestação muito light na primeira etapa da Liga MEO Surf, na Figueira o luso-venezuelano mostrou o power, a rapidez e as manobras que sempre o colocaram como um dos melhores europeus!

 

Pedro Henrique também usou as esquerdas para encaixar manobras e pontos e garantir-se nos quartos de final.

Pedro Henrique também usou as esquerdas para encaixar manobras e pontos e garantir-se nos quartos de final.

Infelizmente para Justin, Tomás Fernandes continuou a mostrar que poderá muito bem levar o caneco do Allianz Figueira Pro para casa, continuando a dizimar as paredes do Cabedelo, e levando consigo para os quartos de final Gony Zubizarreta. Para trás ficavam então Mujica e aquele que era também um dos grandes nomes desta etapa, Zé Ferreira.

Gony Zubizarreta continua num excelente momento de forma!

Gony Zubizarreta continua num excelente momento de forma!

O heat seguinte viu mais uma momento inesperado acontecer, a eliminação de Vasco Ribeiro. Inesperado pois não se esperaria que Ribeiro perdesse nesta fase mas olhando para o heat onde estava esta regra também se aplicaria aos outros presentes. Miguel Blanco foi o mais forte vencendo o heat enquanto o homem do Norte, João Guedes, garantiu o segundo lugar. Quem teve o prazer de ver Guedes surfar ontem no free surf ao fim do dia no Cabedelo, sabia que o goofy está mais do que preparado para alcançar a fase final desta terceira etapa da Liga. Para trás, além de Ribeiro, ficava mais uma gigante, o ex-wctista Marlon Lipke.

O dia terminaria com o heat 4 do round 3 e com uma batalha entre Guilherme Fonseca e Tiago Pires na luta pelo primeiro lugar. O “underdog” Fonseca mostraria mais uma vez que é, sem dúvida, o silent killer do circuito avançando em primeiro para os quartos de final. Pires ficava em segundo e eliminados em terceiro e quarto ficavam Francisco Alvez e Elohe Alvarez!

Amanhã irá definir-se o campeão do Allianz Figueira Pro e os heast a acontecer logo a partir das 9 da manhã são os seguintes:

Heat 1: Pedro Henrique x Gony Zubizarreta
Heat 2: Tomás Fernandes x Eduardo Fernandes
Heat 3: Miguel Blanco x Tiago Pires
Heat 4: Guilherme Fonseca x João Guedes

Acompanha tudo em directo carregando AQUI!

Comentários

Deixar uma resposta