Enquanto que na Ericeira muitos dos melhores surfistas do mundo lutavam pelos 10.000 pontos do EDP Billabong Pro Ericeira, do outro lado do mundo alguns nomes em ascensão disputavam os 3.000 pontos do So Sri Lanka Pro.

Entre eles estavam Pedro Coelho e Luís Perloiro que terminaram 65º e 33º na prova, um resultado muito aquém das suas possibilidades.

O grande favorito à vitória era, no papel, o brasileiro Victor Bernardo, que tratou de fazer notas excelentes durante toda a prova, e ainda combinou o francês Leo Paul Etienne nos quartos de final man-on-man. No entanto, apesar de ter feito uma média muito alta nas meias finais, calhou com um super inspirado Mitch Parkinson, que esteve muito activo e virou o resultado no fim do heat.

O primo de Joel não é guerreiro do circuito QS a tempo inteiro por falta de patrocínios para o fazer mas vem com muita experiência em qualquer prova que participe. Na final Mitch Parkinson impediu que o indonésio Oney Anwar vencesse uma prova QS pela quarta vez, garantindo a sua segunda vitória no circuito as duas melhores notas da prova, que lhe “renderam” uma média de 19.17 e ficando assim à porta do top100.

Comentários