O Maui and Sons Arica Pro Tour, etapa de 3.000 pontos a contar para o ranking de qualificação da WSL, já vai no terceiro dia de acção.

Em prova nesta etapa apenas se encontrava um português, Miguel Blanco, que começou no round 3. Este surfista que actualmente reside na Ericeira tinha tudo para tirar um grande resultado em Arica, sendo já um expert em ondas tubulares e bancadas rasas mas, infelizmente, o seu primeiro heat não correu bem. Miguel tinha como adversários Nick Marshall, Imaikalani deVault e Pedro Dib e apenas o último, Dib, conseguiu chegar aos 4 pontos, vencendo a bateria com notas de 4.33 e 1.97. Em segundo ficou o havaiano, Imaikalani, enquanto que Blanco não conseguiu encontrar ondas com potencial e perdeu a precisar de uma nota de 4.11 pontos.

A grande maioria das baterias foram decididas com notas abaixo dos 5 pontos, mas houve quem tivesse conseguido notas excelentes, como Dean BowenSebastian Correa e Nick Marshall. No entanto foram mais as derrotas surpreendentes já que surfistas como o vencedor da etapa anterior, João Chianca, o tube rider havaiano, Koa Smith, o master of flow australiano, Luke Hynd, e muitos outros de quem se esperava mais ficaram pela segunda fase.

Acompanha a evolução da prova em directo AQUI!

 

Comentários