Chegou ao fim a primeira etapa do circuito Pro Junior Europeu, o Junior Pro Espinho. Não foi uma prova positiva para os portugueses, apesar de inicialmente estarem presentres 39 representantes. Na categoria masculina apenas um surfista luso “sobreviveu” aos oitavos de final, Salvador Couto, apesar de Afonso Antunes, Guilherme Ribeiro e Afonso Candeias também terem mostrado bom surf.

Salvador acabou eliminado no round de 16, terminando em 9º lugar na etapa, o que não deixa de ser um bom início do ano para o surfista do Porto. Uma das revelações da prova foi um surfista que compete pela Alemanha, Leni Jensen, que terminou num sólido 3º lugar.

À final chegaram Kauli Vaast, o campeão em título deste circuito, e Mathis Crozon, que, com duas ondas excelentes acabou por vencer a prova e assim começa o ano na pole position.

Na prova feminina Mafalda Lopes, depois de vencer o seu heat do round de 16, foi parada nos quartos de final man-on-man. A surfista da Caparica é claramente a líder da sua faixa etária em Portugal mas acabou eliminada por Nadia Erostarbe, terminando a sua prestação num fortíssimo 5º lugar. Nadia acabaria por avançar até à final onde foi batida por, Melania Suarez Diaz. Melania, uma surfista das Canária que surfa com pranchas portuguesas, arranca a sua campanha de 2018 na liderança deste circuito. A próxima prova no calendário é o Caparica Junior Pro, que se realiza entre 26 e 31 de Março na Costa da Caparica.

Comentários