“Massacre” luso no País Basco | Sopela Pro Junior | Dia 1

publicado há 3 anos por 0

SOPELA-PRO-JUNIOR-2014-DIA-1

Quando a ASP avisou os competidores que fazia tenções de avançar o máximo possível no primeiro dia, não estava a brincar. As ondas estavam com um metro mas a previsão era para uma rápida “deterioração” das condições, o que obrigou a organização a fazer heats em simultâneo, em dois palanques e picos diferentes.

Contas feitas, realizaram-se 70 heats neste dia, 54 da prova masculina e 16 da feminina, possivelmente um recorde na história da ASP. De um modo geral os competidores portugueses mostraram muito bom surf, mas apenas 6 “sobreviveram” ao primeiro dia, 3 na categoria masculina e 3 na feminina. E foi na feminina que as “estatísticas” lusas foram mais positivas pois das quatro competidoras em prova apenas uma, Camila Kemp foi eliminada, enquanto que Carol Fernandes, Carina Duarte e Teresa Bonvalot avançaram para o round de 16 sem grandes dificuldades.

Na categoria masculina as boas performances começaram logo no round 1, onde João Kopke foi o maior destaque, conseguindo a melhor média de toda a prova até agora, e uma vitória folgada. Nesta fase também Francisco Duarte, Vasco Mónica, Henrique Pyrrait e António Duarte venceram as suas baterias e avançaram juntamente com André Faria, Pedro Rua e Francisco Carrasco.

Round 2:
Vasco Mónica e Francisco Duarte repetiram as vitórias do round anterior e avançam para a fase seguinte, juntamente com João Kopke e Pedro Coelho, mas todos os outros (5) portugueses eram eliminados, iniciando-se assim o “descalabro” nacional.

Round 3:
Guilherme Fonseca era o primeiro a entrar e ficou muito perto de passar o seu heat em primeiro, mesmo assim terminando com um sólido segundo lugar! Logo de seguida Vasco Mónica, que estava a fazer um excelente campeonato, cometeu uma interferência e por isso foi o primeiro surfista nacional a ser eliminado nesta fase.

O heat 7 desta fase teria obrigatoriamente pelo menos uma eliminação portuguesa, já que contava com três surfistas lusos, e apenas um espanhol. Seria Miguel Blanco a vencer o heat, começando aqui uma prestação “devastadora”, arrastando consigo Pedro Coelho enquanto que o recentemente sagrado campeão nacional Pro Junior, Tomás Fernandes, era surpreendentemente eliminado em quarto lugar.

Logo de seguida Vasco Ribeiro mostrou que está no país basco para vencer, e “limpou” o seu heat, deixando o resto dos competidores a precisar de uma combinação. Mesmo assim o surfista de Portimão, Francisco Duarte, mais uma vez esteve muito bem e passou a mesma bateria em segundo lugar. Para terminar a fase, João Kopke vencia mais um heat, mas de fora ficava Henrique Pyrrait.

Entre os 6 competidores em prova no round 4, metade teria “sortes” opostas. Tanto Guilherme Fonseca como João Kopke e Miguel Blanco venciam as suas baterias, e este último derrotou o líder do circuito. Infelizmente estamos a falar de Vasco Ribeiro, que passou a bateria à procura de ondas boas, mas elas não apareceram e foi eliminado aqui, tal como Pedro Coelho e Francisco Duarte.

E assim terminou este longo dia de competição. Acompanha os resultados do segundo dia de prova AQUI!

Comentários