Depois de um lay day o Quiksilver Pro Saquarema finalmente arrancou. As esquerdas de Saquarema são das melhores ondas do Brasil mas neste primeiro round as condições estavam bastante difíceis devido ao forte vento que se fez sentir, fazendo a escolha de ondas mais importante que o nível de surf em alguns heats.

Tomás Fernandes foi o primeiro português a competir, logo no primeiro heat do main event. Todos os competidores começaram com ondas boas, dos 5 pontos para cima, menos o surfista da Ericeira, que ficou bastante tempo à espera da primeira. O facto de não ter conseguido capitalizar na sua primeira onda colocou-o em maus lençóis, já que os seus adversários começavam a “fugir” com a qualificação. Tomás optou por surfar uma direita e apesar de ter feito algumas manobras boas ficou a faltar uma mais forte para se destacar e apenas recebeu 3.5. Daí em frente Fernandes optou por surfar as esquerdas e apesar de ter feito bom surf parecia que não estava bem familiarizado com a onda e acabou por perder em 4º lugar.

Marlon Lipke entrou umas horas mais tarde e mesmo sem fazer o seu melhor surf conseguiu passar com facilidade para a fase seguinte. “Lippy” apanhou 3 esquerdas bem longas e fez as suas já conhecidas rasgadas para conseguir bons scores. Numa delas conseguiu atacar o lip em algumas secções e recebeu 8.4 pontos e a liderança do heat. No final Alejo Muniz fez a melhor onda da bateria e passou para o primeiro lugar, deixando Marlon em segundo.

Tal como Tomás, Vasco Ribeiro também não conhecia bem a onda de Saquarema e notou-se no seu heat. A bateria 8 do round 1, que defrontava o surfista de S. João do Estoril contra um australiano, um irlandês e um japonês foi um dos heats mais fracos de ondas de toda a fase. Ribeiro esperou muito pela primeira e apenas conseguiu a nota de 4.3. Depois disso apenas precisava de 3.87 para passar mas não teve mais oportunidades e perdeu.

Nicolau Von Rupp seria o último português a competir neste dia e acabou por “limpar” a alma dos seus conterrâneos com uma vitória. Nic já tinha tirado um bom resultado aqui no passado e mostrou-se muito à vontade, marcando notas de 7.33 e 6.77 para deixar Jonathan Gonzalez em segundo lugar, e eliminar Tomas Hermes e Thiago Camarão.

O campeonato acabou no heat 16 deixando as baterias de Zé Ferreira, Frederico Morais e Tiago Pires para o dia seguinte. Acompanha os seus heats em directo AQUI!

Comentários

Os comentários estão fechados.