Marco Giorgi vence Pro Santa Cruz | Frederico Morais em 3º lugar

publicado há 2 meses por 0

MARCO-GIORGI

Depois de um lay day, o Pro Santa Cruz presented by Oakley voltou à água para terminar os três heats que ainda faltavam na prova.

As ondas rondavam o metro e meio (plus), com algum vento on-shore mas muitas opções para os competidores. Os primeiros dois na água foram Marco Giorgi e Hiroto Ohhara e foi o homem do Uruguai que mostrou todo o ritmo, surfando bem algumas esquerdas.

Hiroto demorou a responder e caiu nas primeiras ondas, enquanto que o seu adversário pontuava um par de notas de 6 pontos. Quanto o japonês finalmente conseguiu fazer uma onda forte, com um snap de backside e uma batida no lip a rodar o tail, Marco respondeu logo de seguida, com uma onda de set surfada com várias manobras muito poderosas, para receber 8.5 e deixar Ohhara a precisar de 9.4. Apesar de Hiroto ainda ter feito a sua melhor onda, pouco mudou nos últimos minutos e Giorgi garantiu a primeira presença na final desta etapa.

Os próximos na água eram Frederico Morais e Thiago Camarão, dois surfistas que já se tinham encontrado antes nesta prova, tendo o brasileiro vencido esse confronto. Foi o português o primeiro a fazer uma nota boa, numa esquerda com pouco potencial mas muito bem surfada com um snap no pocket, uma batida e uma rasgada, para receber a nota de 6.33. Com apenas uma manobra mas muito bem executada, uma batida forte numa onda de set, Morais juntou uma nota de 6.22 à sua média, deixando Camarão a precisar de 8.56. Na onda seguinte deu duas dessas e recebeu uma nota de 7.5, aumentando o requisito de “Shrimpy” para 9.83.

A 15 minutos do fim, Camarão fez a sua primeira onda boa, uma direita com um snap rápido e um aéreo reverse impressionante, recebendo uma nota de 6.93 pontos e ficando a precisar de 6.91. Frederico tinha a prioridade e usou-a numa esquerda em que finalizou com um reentry arriscado, mas apenas recebeu 5.6 e não mudou a situação. Logo de seguida Thiago fez uma boa direita com algumas rasgadas e um reentry, recebendo uma nota de 7.37 e assim passando para a frente. A sua onda seguinte permitiu-lhe dar um três manobras fortes de backside para receber 7.13 e deixar “Kikas” a precisar de 7 pontos para virar o heat. No fim o actual 19º do CT ainda forçou a prioridade de Thiago e libertou-se para tentar virar o heat na última onda, mas não surgiu qualquer oportunidade nos últimos segundos e foi eliminado.

Os finalistas escolheram estratégias muito semelhantes às da fase anterior. Marco Giorgi atacou cedo com algumas ondas com manobras fortes enquanto que Camarão fez muita pressão no fim da bateria. No entanto na sua última onda, uma esquerda muito bem surfada, Thiago fez menos meio ponto do que precisava e acabou por ficar com o segundo lugar enquanto que Marco Giorgi conseguiu a maior vitória da sua carreira, levando para casa a taça do Pro Santa Cruz presented by Oakley!

Comentários