As ondas acertaram para os dias 2 e 3 do Ribeira Grande Pro Junior, última prova do circuito Pro Junior Europeu.

Em jogo estavam ainda os títulos europeus masculino e feminino, um deles com cores lusas na disputa. Na categoria feminina os destaques foram Francisca Veselko, que avançou até aos quartos de final man-on-man com facilidade, sendo eliminada pela eventual vencedora da prova, Lucia Machado, que, mesmo surfando mais “levezinho” conseguiu seguir em frente. Já Mafalda Lopes avançou até às meias finais, garantindo assim o título Europeu Pro Junior, um resultado histórico para o nosso país.

Mafalda esteve a liderar o seu heat das meias finais, sendo no fim superada por Lucia Machado, que pouco depois derrotou Julia Gonzalez numa final 100% dominada pelas surfistas das Ilhas Canárias.

Na prova masculina os portugueses foram perdendo antes das fases finais, marcando apenas duas presenças no round de 16. Afonso Antunes, que tinha sido um dos destaques do round 3, e Joaquim Chaves, o melhor português na prova anterior, não conseguiram passar dessa fase, acabando ambos a precisar de notas altas para passar de 4º lugar para 2º. Quem também perdeu “cedo” foi um dos candidatos ao título, o francês Tiago Carrique, o que deixou Kauli Vaast numa excelente posição para garantir o seu segundo título europeu. Ainda na disputa estava Justin Becret, mas quando o tahitiano, Kauli, garantiu a sua presença na final, ficando assim com o título, ao bater Kyllian Guerin, enquanto que o surfista da Costa Rica, Malakai Martinez, despachou Becret para garantir a outra vaga na final.

O derradeiro heat do evento começou com muitas ondas com poucas secções pontuáveis, fazendo com que ambos tenham tentado capitalizar com manobras progressivas na junção. Isso até Malakai Martinez ter encontrado um par de ondas com mais potencial, garantindo assim a primeira, e possivelmente última, vitória Pro Junior da sua carreira.

 

Comentários