Depois de um dia em que os dois portugueses ainda em prova no Maui and Sons Arica Pro Tour não chegaram a ir à água, esta prova QS 3.000 no Chile arrancou de novo.

Luís Perloiro ainda se encontrava no round 3, onde tinha como adversários Jared Hickel, Nomme Mignot e Nick Callister. Na sua segunda onda, debaixo de prioridade, Perloiro conseguiu “navegar” um pouco dentro de uma esquerda, o que lhe garantiu a nota de 2.67 e a liderança do heat. Na onda seguinte também andou bem no tubo e mesmo sem saída pela “porta”, Luís foi bem sucedido e fez mais uma nota boa. Entretanto Nomme Mignot passou para a frente mas foi temporariamente pois o surfista de Carcavelos continuou a melhorar a sua posição e voltou ao primeiro lugar. Entretanto Jared, Nomme e Nick também fizeram ondas fortes e a situação ia mudando à medida que os juízes soltavam as notas. No fim o português ficou a precisar de uma nota e 5.68 pontos para avançar, sendo eliminado em 4º lugar.

Nicolau Von Rupp competiu menos de uma hora depois, contra os Chilenos Manuel Selman e Danilo Cerda e o brasileiro Vitor Mendes no primeiro heat do round 4. Nic apanhou uma onda cedo mas não tinha potencial, o que o prejudicou pois, não tendo prioridade, ficou fora da disputa por algumas das melhores ondas que quebraram na primeira metade da bateria. Entretanto Mendes conseguiu um bom tubo na sua primeira onda e passou para uma liderança que não largou mais. O surfista da Praia Grande finalmente apanhou uma onda “decente” a 15 minutos do fim, entrando na disputa com uma nota de 2.27 pontos. Von Rupp fortaleceu a sua posição, que entretanto era o segundo lugar, debaixo da prioridade dos seus adversários. Com o passar do heat o português foi perdendo a sua posição, mas o requisito para voltar a segundo era bastante acessível. Até que Danilo fez mais um grande tubo e criou uma maior distância para Nicolau e Manuel. No fim Nicolau ainda tentou a sua sorte em mais uma onda mas não encontrou saída e foi eliminado.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários